28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Resumão - 24/11/2023, 09:46 - Erem Carla- Atualizado em 24/11/2023, 10:37

Caso Sara Mariano completa 1 mês; veja o que já se sabe sobre o crime

A cantora gospel sumiu no dia 24 de outubro em Dias D'Ávila

Com um mês do crime, quatro suspeitos já foram presos e detalhes do assassinato da cantora divulgados
Com um mês do crime, quatro suspeitos já foram presos e detalhes do assassinato da cantora divulgados |  Foto: Reprodução/Redes sociais

No dia 24 de outubro deste ano, a cantora gospel Sara Mariano, supostamente, se preparava para sair do bairro de Valéria e ir a um encontro de mulheres de igrejas, em Dias D’Ávila e Camaçari, Região Metropolitana de Salvador.

O que Sara não sabia é que essa seria a última vez que ela sairia de sua casa, onde morava com o marido, Ederlan Mariano e a filha do casal, de 11 anos de idade.

Com um mês do crime, quatro suspeitos já foram presos e detalhes do assassinato da cantora divulgados. O Portal Massa! preparou uma linha do tempo sobre o caso que chocou a Bahia.

Dia 23 de outubro

Vamos voltar um dia antes do anúncio de que Sara havia desaparecido. Sara Mariano e Ederlan Mariano estavam presentes durante um culto e sendo usados de exemplo em frente ao púlpito, enquanto um líder religioso citava a obrigação do marido em proteger a esposa. Visivelmente sem reação com as palavras do pastor, Ederlan Mariano continua ouvindo a pregação, enquanto Sara tenta ver a reação dele.

Dia 24 de outubro

Ederlan Mariano usa seu perfil nas redes sociais para denunciar o desaparecimento de Sara. Ele conta que a esposa não retornou no mesmo dia, quando saiu de casa para ir a um encontro de mulheres em Dias D'Ávila.

“Parem de mandar mensagens falsas. Eu tenho uma filha de 9 anos que está chorando muito. Tem gente perguntando cadê o cartaz da igreja, eu não sei. Eu só sei que ela foi para uma igreja”. - Ederlan em áudio divulgado.

Ele também revelou que o número do celular de Sara foi desativado na noite de quarta-feira (25).

Dia 27 de outubro

O corpo de Sara Mariano é encontrado carbonizado na BA-093, na cidade Dias d'Ávila. A Polícia Civil informou que Ederlan havia garantido que o corpo era de sua esposa.

No mesmo dia, Ederlan confessou o crime em depoimento na 25ª Delegacia de Dias D'Ávila . Fotos do cadáver, que estava em estado avançado de decomposição, também caíram na internet.

30 de outubro

O corpo da cantora foi enterrado na tarde de segunda-feira (30/10), no Cemitério Largo dos Lázaros, no bairro de Baixa de Quintas, em Salvador. O Portal MASSA! acompanhou de perto a cerimônia de velório e, em seguida, o enterro.

Minutos após se despedir da filha, Dolores Freitas, mãe de Sara, reforçou os esforços pela batalha da guarda da neta. A menina estava com os pais paternos de Ederlan Mariano.

01 de novembro

O marido de Sara Mariano, Ederlan Santos Mariano, principal suspeito de ter matado a cantora, é transferido para o presídio da Mata Escura, em Salvador.

06 de novembro

Marcus Rodrigues, advogado da família de Sara Mariano, afirma que acredita na participação de mais de uma pessoa no crime. “Acredito que a partir de hoje a gente vai ter um impulso maior, viemos de um feriado, mas vamos ter um impulso para o mais breve possível a gente tá encontrando essas outras pessoas que participaram do fato criminoso”.

14 de novembro

A polícia prende o segundo suspeito de envolvimento na morte da cantora gospel: Bispo Zadoque.

15 de novembro

O motorista por aplicativo Gideon Duarte, que teria levado a cantora gospel Sara Mariano para a emboscada, é preso preventivamente pela Polícia Civil no município de Dias D'Ávila.

16 de novembro

O Bispo Zadoque confessa o crime ao ser ouvido nesta na 25ª DT/Dias D’Ávila, segundo informações passadas ao Portal A TARDE pelo advogado Carlos Augusto Vaz.

Um homem identificado como Victor Gabriel Oliveira se entrega à polícia e afirma que participou do crime segurando as mãos de Sara para que o bispo Zadaque a esfaqueasse.

17 de novembro

Weslen Pablo Correia de Jesus, conhecido como Bispo Zadoque, e o motorista por aplicativo Gideão Duarte, suspeitos de participar do assassinato da cantora gospel Sara Mariano, vão para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

A filha de Sara Mariano e Ederlan Mariano teria sido induzida a escrever uma carta em que pede ao pai para ficar “tranquilo” e diz saber que ele não é culpado pela morte de Sara.

O depoimento que o Portal A TARDE teve acesso, traça todos os passos dados por Weslen Pablo Correia de Jesus, conhecido como Bispo Zadoque, Victor Gabriel Oliveira Neves e Gideão Duarte de Lima desde o planejamento até a execução do crime cometido, segundo o documento, no dia 24 de outubro, mesma noite em que a cantora gospel desapareceu.

21 de novembro

Victor Gabriel Oliveira é preso em Camaçari. Dois dias depois, o suspeito é transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

A filha da cantora gospel com Ederlan Mariano é ouvida pela primeira vez, na Delegacia Especializada de Repressão a Crime Contra Criança (Dercca). A advogada da família materna da criança, Sarah Barros, ressaltou que apesar de saber da morte da mãe, a criança não sabe que o pai seria o mandante do crime. A audiência que decidirá quem ficará com a guarda da criança está marcada para o dia 29 de novembro.

24 de novembro

A prisão de Ederlan Mariano foi prorrogada por mais um mês pela Justiça. Ele está detido no Centro de Observação Penal, de Mata Escura, desde o dia 1° de novembro de 2023. O pedido de prorrogação foi apresentado pelo delegado Euvaldo Jorge.

exclamção leia também