30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

na bronca - 22/11/2023, 10:34 - AFP- Atualizado em 22/11/2023, 14:36

Messi larga o doce sobre confusão no Maracanã: "Não pode ser tolerado"

Capitão da Argentina ficou na bronca com o tratamento policial perante os torcedores hermanos

Messi considou a vitória da Argentina sobre o Brasil histórica
Messi considou a vitória da Argentina sobre o Brasil histórica |  Foto: CARL DE SOUZA/ AFP

Capitão da Argentina, o craque Lionel Messi não gostou nada da pancadaria ocorrida entre as torcidas brasileiras e argentinas, na noite da última terça (21), no Maracanã, no Rio de Janeiro. O jogador ficou na bronca com o tratamento policial perante os hermanos.

"Grande vitória no Maracanã, embora fique marcada pela repressão contra os argentinos mais uma vez no Brasil. Isso não pode ser tolerado é loucura e tem que acabar já!", disparou ele em uma publicação nas redes sociais após o jogo.

Apesar das brigas e confusões, o jogo rolou e a Argentina venceu o Brasil por 1 a 0, com gol de Otamendi, no segundo tempo. Para o atacante, o triunfo, que manteve os tricampeões na liderança e quebrou a histórica invencibilidade do adversário como mandante em Eliminatórias Sul-Americanas, foi um feito histórico.

"Este grupo continua conquistando coisas históricas. Embora hoje não tenha sido o mais importante, é algo muito bom", disse o camisa 10 à transmissão televisiva no final da partida, válida pela sexta rodada do torneio classificatório para a Copa do Mundo de 2026.

Leia mais

Confusão no Maracanã ainda teve torcedora argentina presa por racismo

Código de Disciplina da Fifa 'culpa' CBF por briga no Maracanã; veja

Neymar acompanha Brasil x Argentina e diz que iria "esquentar o clima"

A 'Albicelete', líder com 15 dos 18 pontos possíveis, também infligiram à seleção brasileira a terceira derrota consecutiva, depois das quedas diante de Uruguai (2-0) e Colômbia (2-1).

"Tínhamos acabado de perder (para o Uruguai por 2 a 0), eles vêm de vários resultados que não são favoráveis, as pessoas não estavam satisfeitas com o que seu time vem fazendo", afirmou.

"Sabíamos que ia ser assim, foi um jogo muito parecido com a final da Copa América (em 2021, em que a Argentina também venceu o Brasil por 1 a 0). Foi difícil para nós ter a posse de bola durante um longo tempo. Estes jogos são definidos nos detalhes", acrescentou.

Messi repudiou os episódios violentos no estádio
Messi repudiou os episódios violentos no estádio | Foto: AFP

Aplaudido duas vezes pela torcida que compareceu ao Maracanã, Messi, de 36 anos, também falou sobre os incidentes entre torcedores e policiais nas arquibancadas, que atrasaram o início do jogo em quase meia hora, relembrando a final da Libertadores entre Fluminense e Boca Jrs., no mesmo local.

"Vimos como estavam batendo nas pessoas. Vimos já como reprimiram na final da Libertadores, batendo com os cassetetes. Havia jogadores que tinham familiares ali. Pensamos em todos, claro. Nas famílias que não sabem o que estava acontecendo, e um jogo chegar a esse ponto, fica secundário", disse Messi em entrevista após o jogo.

Os argentinos, com o camisa 10 no comando, chegaram a voltar aos vestiários até os ânimos esfriarem. "Fomos para o vestiário porque era a forma de tudo se acalmar um pouco. Fomos ver como estavam os familiares e as pessoas próximas. E aí voltamos", disse.

As Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026, que dão seis vagas diretas e outra para uma repescagem, serão reiniciadas em setembro de 2024.

exclamção leia também