30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Lamentável - 22/11/2023, 08:56 - Redação

Confusão no Maracanã ainda teve torcedora argentina presa por racismo

Mulher foi acusada de ofender funcionária do estádio

Briga entre torcedores no Maracanã
Briga entre torcedores no Maracanã |  Foto: Carl de Souza / AFP

A confusão generalizada nas arquibancadas do Maracanã teve outro episódio lamentável além da pancadaria entre torcedores. Uma mulher argentina foi presa por suspeita de praticar racismo.

O caso aconteceu na noite de terça-feira (21), no clássico entre e Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

A mulher acusada teria sido racista com uma funcionária de uma empresa que presta serviços no estádio, a chamando de "pedaço de macaco", segundo o g1.

Leia mais

Nem posturados e nem calmos: torcedores embaçam o baba do Brasil

Código de Disciplina da Fifa 'culpa' CBF por briga no Maracanã; veja

A torcedora da Argentina foi levada até o Juizado Especial Criminal (Jecrim) do Maracanã. Ela foi ouvida por autoridades brasileiras, mas ainda não há outros detalhes sobre o caso.

Briga generalizada

Era para a bola ter rolado às 21h30 para o clássico entre Brasil e Argentina no Maracanã, no Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira (21), pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. No entanto, uma confusão generalizada entre torcedores e a polícia causou o maior fuzuê no estádio.

Várias pessoas foram feridas e ficaram sangrando, além de crianças brasileiras e argentinas que foram às lágrimas por causa dos atos de violência. Jogadores foram para os vestiários e o início do jogo foi atrasado.

Vale lembrar que foi organizado um setor misto de torcedores no Maraca, com brasileiros e argentinos juntos.

exclamção leia também