30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

tem passagem - 01/03/2024, 15:59 - Bruno Dias - Atualizado em 01/03/2024, 16:12

Comparsa de elemento que agrediu mulher na folia havia sido conduzido

Delegada Mariana Ouais detalhou que o sujeito foi levado para uma das Centrais de Flagrante no Carnaval

Um dos membros do bonde criminoso havia passado pela Central de Flagrantes no Carnaval
Um dos membros do bonde criminoso havia passado pela Central de Flagrantes no Carnaval |  Foto: Reprodução / Bruno Dias / Portal Massa!

Preso na última quinta-feira (29), na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, o suspeito acusado de roubar e dar um soco na jovem Lorrana Almeida Santos, no último dia do Carnaval de Salvador, atuava junto de um bonde para cometer crimes em meio à folia.

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (1º), na sede da Polícia Civil, em Itapuã, a delegada da 14ª Delegacia Territorial (DT/Barra), Mariana Ouais, detalhou que, além do envolvido no roubo e agressão, um dos comparsas do grupo já havia sido autuado no período da folia na capital baiana.

“Reiterando, a gente tem diversas imagens que apresentam um grupo de indivíduos, incluindo esse suspeito, cometendo furtos e roubos diversos, também no mesmo modo operante. Inclusive, um deles chegou a ser conduzido para uma das centrais de flagrantes e foi lavrado um procedimento. Em seguida foi solto, respondendo em liberdade”, detalhou a doutora.

Flagrado nas câmeras

A ocorrência foi registrada no dia 13 de fevereiro, em meio ao circuito Barra-Ondina do Carnaval de Salvador. Em ação rápida e eficaz, os agentes da Polícia Civil, por meio de um árduo processo de investigação, conseguiram capturar o suspeito 16 dias depois. A delegada Mariana Ouais contou que o sistema de câmeras implantado nos circuitos foi crucial para identificação do homem juntamente do grupo criminoso.

“Nosso sistema de monitoramento foi muito importante, esse vídeo foi publicado, mas capturadas outras imagens, outros vídeos, que a gente consegue ver que há um grupo de indivíduos naquela região da Avenida Oceânica, naquele local, naquele horário, apenas praticando roubos e furtos”, destacou.

Leia mais:

Suspeito de roubar e agredir mulher no Carnaval é preso na Bahia

Suspeito de roubar e agredir mulher na folia agia com bonde perigoso

Vídeo: vítima de violência no Carnaval revela medo de Salvador

Processo das investigações

A diretora do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), Cristiane Inocência Coelho, também explicou que as investigações minuciosas realizadas, desde o fim do Carnaval, partiram da informação dos vários endereços do autor do crime. Diante disso, os agentes realizaram buscas em diversos cantos da Bahia, encontrando o sujeito no interior do estado.

“Neste caso específico da doutora Mariana, que foi presidido pela 14ª delegacia, foi possível identificar esse indivíduo e com base nos endereços dele, como foi bem dito, foram feitas as investigações em diversos bairros de Salvador, e não só em diversos bairros de Salvador, como também do interior do estado que culminou com a prisão dele em Vitória da Conquista, onde nós tivemos o apoio decisivo do Departamento de Polícia do Interior (DEPIN).

Por fim, a doutora esclareceu que a ação foi realizada em conjunto e simultaneamente, para “não dar oportunidade para os outros indivíduos que fazem parte dessa quadrilha terem conhecimento”.

exclamção leia também