26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

INVESTIGAÇÃO EM ALTA - 10/04/2024, 14:55 - Da Redação - Atualizado em 10/04/2024, 15:06

Mandato de Chiquinho Brazão entra em jogo no ‘caso Marielle’

Deputado está preso desde o dia 24 de março por decreto de Alexandre de Moraes

Ele é envolvido no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes.
Ele é envolvido no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. |  Foto: Mario Agra/Câmara dos Deputados

O mandato do deputado Chiquinho Brazão (sem partido-RJ) pode ser cassado após a intervenção do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que abriu, nesta quarta-feira (10), um processo disciplinar. Ele é envolvido no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes.

Preso desde o dia 24 de março por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o deputado é suspeito de ordenar o assassinato.

Além disso, a Comissão de Constituição e Justiça apura se mantém ou não a prisão do parlamentar. O Conselho de Ética recebeu das mãos do PSOL a ação contra o deputado.

Leia mais

Caso Marielle: Chiquinho Brazão pode ter mandato cassado

PF ‘sacode’ casa de mandante da morte de Marielle pela segunda vez

Caso Marielle: ex-chefe da polícia tem desbloqueio de contas negado

De acordo com o partido, Brazão “desonrou o cargo para o qual foi eleito, abusando das prerrogativas asseguradas para cometer as ilegalidades e irregularidades”.

“A sua cassação é uma necessidade: a cada dia que o representado continua como deputado federal, é mais um dia de mácula e de mancha na história desta Câmara”, justifica a sigla na representação, segundo o portal CNN Brasil.

exclamção leia também