26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

NO TOPO - 11/04/2024, 21:46 - Pedro Moraes

“Lição à sociedade”, considera primeira graduada sargento autista

Aos 13 anos, Flávia Santos conquistou feito expressivo no Colégio Militar de Jequié

Flávia estuda há dois anos no CPM Jequié.
Flávia estuda há dois anos no CPM Jequié. |  Foto: Montagem Portal MASSA!//Reprodução/Arquivo Pessoal

“Quem acredita, sempre alcança”. Este verso faz parte da música ‘Mais Uma Vez’, de Legião Urbana. Mas, para além da canção, esta frase se reflete o lendário feito conquistado por Flávia Santos Pereira. Aluna do 8° ano, ela conquistou o posto inédito de sargento do Colégio da Polícia Militar de Jequié, no interior da Bahia.

Há dois dias, a menina autista nível 1, conquistou a medalha das mãos do tenente-coronel e diretor do colégio, Fernando Leite. Em entrevista exclusiva ao Portal MASSA!, ela declarou que essa vitória de ser a primeira aluna Austin graduada é uma” lição para a sociedade”.

“Eu não estava esperando por isso, achava que eu não ia me graduar e seria só uma aluna qualquer, mas eu tomei um ‘pingo’ de um susto, comecei a me emocionar. É uma quebra de expectativa, porque pessoas acham que só ‘pessoas normais’ sejam graduadas, não autistas. Isso é uma lição para a sociedade, todo mundo que quer alguma coisa conquista. Estou bem feliz”, contou à reportagem.

Aspas

Isso é uma lição para a sociedade


Ao lado de dona Josiane Silva, que cuida da filha e atua na causa pelos direitos dos autistas, o tenente-coronel Fernando Leite também atuou como braço direito nessa batalha atual.

leia mais

Estudo aponta que urina de pessoas com autismo pode ajudar na diagnose

Agressão: mãe de autistas tem pedido de B.O negado, diz advogado

Rede de Cinema UCI Orient organiza 'dia especial' para pessoas com TEA

“A aluna Flavia é sensacional, participa de todas as atividades da escola, me sinto muito orgulhoso de tê-la no colégio. O problema não é ser diferente, e sim tratar as pessoas de forma diferente. Acredito que ela terá um futuro brilhante. Parabenizo também sua mãe que é uma pessoa extremamente dedicada e sensível ao TEA”, vibrou Fernando.

Emocionada com o feito, Josiane explica que para a família a graduação é um “grito de vitória”.

“É um grito de vitória, que ela conseguiu vencer as dificuldades na hora de estudar, venceu todo preconceito, passou por cima de toda a dificuldade, não quis atividades adaptadas, e que ela provou para o mundo que é capaz. É a realização de um sonho, que é a independência dela”, declarou.


Confira um dos momentos da premiação:


Carreira militar

O pai de Flávia é um agente da Guarda Civil Municipal. Vê-lo na batalha diária lhe chamou atenção durante toda a vida. No entanto, depois que entrou para o CPM há dois anos, o sonho de ser GCM passou para PM.

Ainda assim, o leque da garota prodígio e inteligente, 13 anos, está aberto para várias opções, apesar do objetivo atual.

“Meu pai que é guarda municipal, aí eu tinha o sonho de ser guarda municipal. Depois fui para o colégio, vi os militares e eu disse, vou mudar. Agora eu estou pensando na carreira militar, ou em outras profissões também, mas eu estou mais focada na carreira militar”, mencionou ao Portal MASSA!.

*Esta é a primeira reportagem sobre Flávia Santos Pereira. A próxima será lançada nos próximos dias, com abordagens sobre dificuldades e educação inclusiva para pessoas com autismo. Fiquem ligados no nosso site

exclamção leia também