29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Inclusão - 02/04/2024, 17:52 - Artur Soares

Rede de Cinema UCI Orient organiza 'dia especial' para pessoas com TEA

Filme Kung Fu Panda 4 foi exibido com luzes da sala acesas e volume mais baixo

Famílias reunidas para a sessão de Kung Fu Panda 4
Famílias reunidas para a sessão de Kung Fu Panda 4 |  Foto: Uendel Galter/Ag. A Tarde

A rede de cinemas UCI Orient organizou, nesta terça-feira (2), uma sessão especial voltada para pessoas com Transtorno do Espectro Autista, como parte da ação UCI Azul. O evento aconteceu nos shoppings da Bahia, Paralela e Barra, com as sessões iniciando às 14 horas.

O filme escolhido para a ocasião foi "Kung Fu Panda 4", uma animação que cativa crianças e adultos com suas aventuras protagonizadas pelo desastrado panda Po. Durante todo o filme, as luzes se mantiveram acesas e o volume foi reduzido para garantir o conforto do público.

A UCI convidou cerca de 100 pessoas associadas à Autimais e à Associação Amigos dos Autistas da Bahia (AMA-BA) para participarem do evento. Além de assistirem ao filme gratuitamente, os convidados também receberam um combo de pipoca e refrigerante, para ter uma experiência completa de cinema.

Lia Regina de Castro, assistente social da AMA, destacou a importância da crescente conscientização sobre o autismo na sociedade. "Hoje se fala sobre autismo com mais leveza, mais inclusão e entendimento", afirmou ela.

Luana Neres com seus dois filhos
Luana Neres com seus dois filhos | Foto: Uendel Galter/Ag. A Tarde

Já Luana Neres, mãe de duas crianças autistas, expressou sua gratidão pela oportunidade proporcionada pela UCI. "Para a gente que tem tantos nãos, uma ação dessas é sempre bom", contou ao MASSA!.

O evento não apenas proporcionou uma experiência única de lazer para as famílias de pessoas com autismo, mas também serviu como um espaço seguro e acolhedor. Zezito dos Santos, portador de autismo nível um, compartilhou sua experiência.

Zezito dos Santos e seu pai na sessão do filme
Zezito dos Santos e seu pai na sessão do filme | Foto: Uendel Galter/Ag. A Tarde

"Devido à violência, a gente não ocupa as ruas de nosso bairro, ficamos trancados. Você não vê autistas nas ruas brincando ou passeando, só se for no Shopping, Parque da Cidade, Parque dos Dinossauros e etc", desabafou.

exclamção leia também