25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

O FUMO ENTROU - 15/08/2023, 20:48 - Pedro Moraes

Apagão quebra a guia dos motoristas por aplicativo

O apagão contemplou cidades baianas e de todo o Brasil nesta terça-feira (15)

O apagão contemplou cidades baianas e de todo o Brasil nesta terça-feira (15)
O apagão contemplou cidades baianas e de todo o Brasil nesta terça-feira (15) |  Foto: Ilustrativa/Marcelo Camargo/Agência Brasil

A cidade de Salvador e várias outras espalhadas pelo Brasil ‘viram bicho’ nesta terça-feira (15). O apagão de energia elétrica que atingiu em peso o país quebrou a guia de muitas categorias trabalhadoras, como por exemplo, a dos motoristas por aplicativo. No caso de Natan Souza, de 52 anos de idade, a meta diária estabelecida por ele ficou longe de ser alcançada.

Ele estava na cidade de Simões Filho, localizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), quando recebeu o ‘baque’ do apagão. Segundo ele, vários fatores prejudicaram o trabalho nesta terça, um deles o da falta da possibilidade de encerrar corridas.

“Com essa pane não tivemos acesso às redes de internet, o próprio aplicativo nós não conseguimos ter acesso, diversos motoristas não conseguiram encerrar as corridas, o que trouxe problemas grandes também para os usuários. Tenho uma meta diária de R$ 250 e, devido a essa pane, só consegui fazer R$ 148, desse valor preciso também gerar abastecimento, de mais de 30% do valor, o que me causou um dano muito grande”. revela Souza, em entrevista ao Portal MASSA!.

Leia Mais

Tá liberado: Linhas do metrô de Salvador voltam a funcionar 'de graça'

Cargas de energia afetadas por apagão ganham reforço de peso

Apagão: Shoppings de Salvador são afetados e lojas ficam sem energia

O motorista por aplicativo, que atua há sete anos na área, reforçou que tem o costume de atingir a meta entre 7 a 10 horas por dia. No entanto, a perda de tempo foi um inimigo.

Salvador caótica

Responsável pela gestão da Cooperativa Mista de Motoristas e Mototaxistas por Aplicativo (COOPMMAP-BA), Vick Passos, mencionou que a falta de abastecimento dos carros prejudicou a categoria.

“Os motoristas ficaram sem ter como trabalhar, pois todo sinal das chamadas usamos internet. Além disso, não conseguimos abastecer nossos carros, pois com a falta de luz os geradores dos postos de GNV não funcionam. Foram formadas filas intermináveis sem abastecimento e sem sistema”, relatou o presidente.

Passos ainda declarou que a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) não fortaleceu o ‘corre’ dos motoristas.

“Na rodoviária e no aeroporto, eles estavam com equipes com mais de 15 agentes jogando duro em multas. Quando pegávamos as corridas, em alguma oscilação da internet, quando o passageiro nos encontrava, a gente tentava iniciar a corrida e não conseguíamos rapidamente”, disparou.

A reportagem do Portal MASSA! entrou em contato com a assessoria de comunicação da Transalvador para saber mais informações sobre essa denúncia e aguarda retorno. O espaço está aberto para esclarecimentos.

exclamção leia também