30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Quanto vale um vida?! - 18/12/2023, 13:43 - Leo Moreira e Osvaldo Barreto | Portal A TARDE- Atualizado em 18/12/2023, 14:20

Suspeito de matar dentista estava escondido em trouxa de roupa

Crime teria sido motivado por dívida de R$ 100 (cem reais)

Os agentes entraram na casa e pegaram o bandido malocado enrolado em um lençol embaixo da pia
Os agentes entraram na casa e pegaram o bandido malocado enrolado em um lençol embaixo da pia |  Foto: Reprodução/A Tarde

Um homicídio por motivo fútil. Ao menos é dessa forma que a Polícia Civil trata o homicídio praticado contra o dentista Lucas Maia de Oliveira, morto no último dia 25 de novembro, em um apartamento de um prédio, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador. Na manhã desta segunda-feira (18), a coordenadora da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/ATlântico), a delegada Pilly Dantas, trouxe detalhes sobre a prisão do suspeito do crime, Patrick Pereira de Souza Pinho, realizada durante esta manhã, no Engenho Velho da Federação.

“Foram analisadas todas as provas, tivemos análises de imagens, tivemos investigação em campo até que nós conseguimos identificar esse suspeito, né? E hoje, após a prisão, a confirmação total com a confissão. Um dos fatores que nos levou até ele também foi por causa de uma das tatuagens que ele tem. Uma tatuagem na mão, no dorso da mão esquerda, que é o símbolo do Superman”, disse a delegada.

Leia mais:

Dentista é encontrado morto em prédio de luxo no Rio Vermelho

Tortura e aflição: morte do dentista Lucas levanta nova hipótese

Caso Lucas Maia: saiba o que se sabe sobre o crime contra o dentista

Motivação

Ainda de acordo com Pilly, o suspeito argumenta que esfaqueou a vítima após uma discussão por uma dívida de R$ 100,00 (cem reais), que teria como destino a compra de drogas para uso.

“ A confissão dele é que ele entrou com a própria vítima no apartamento. Eles foram pra apartamento da vítima, iriam fazer uso de drogas e ele alega que a vítima tinha uma dívida de 100 reais. Essa dívida seria para comprar drogas. E na hora que ele foi cobrar essa dívida, se desentenderam, brigaram e ele acabou dando um golpe e matou a vítima. Ele inicialmente achou que a vítima estaria só desmaiada, aí depois que a vítima desfaleceu, ele amarrou os braços e as pernas e depois ele percebeu que a vítima realmente estava morta”, contou.

Disfarce

Durante o cumprimento do mandado de prisão, o suspeito tentou se disfarçar no meio das trouxas de roupa, mas foi descoberto pelos policiais civis. O fato foi narrado pela delegada Zaira Pimentel, titular da 1ª DH Atlântico.

“No momento que os policiais chegaram no imóvel, a esposa disse que ele não estava, que já tinha saído para trabalhar. Mas como nós tínhamos também um mandado de busca no imóvel, nós entramos, as equipes entraram na residência, e durante a busca ele estava escondido na cozinha, sob a pia da cozinha”.

Objetos da vítima

No cumprimento do mandado de prisão e busca, a Polícia Civil encontrou diversos objetos, além de roupas, subtraídas do apartamento de Lucas no dia do crime. ‘Tem uma televisão que possivelmente foi, que foi subtraída também da casa da vítima. Ele confessa que os outros objetos ele já tinha comercializado, já tinha vendido ou se dispensado, como o caso do celular, que ele dispensou, jogou fora”, revelou a delegada.

Ainda de acordo com Polly Dantas, Patrick está à disposição da Justiça e o inquérito deve ser finalizado para que possa ser representado pela decretação da prisão preventiva dele.

exclamção leia também