30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

DETALHE POR DETALHE - 05/12/2023, 18:30 - Pedro Moraes

Tortura e aflição: morte do dentista Lucas levanta nova hipótese

O dentista Lucas Maia foi encontrado no último dia 26 de novembro

O dentista Lucas Maia foi encontrado no último dia 26 de novembro
O dentista Lucas Maia foi encontrado no último dia 26 de novembro |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após nove dias da morte de Lucas Maia, familiares e amigos do dentista aguardam ansiosamente os desdobramentos da investigação. O rapaz morreu no último dia 26 de novembro, dentro do próprio apartamento em um condomínio de luxo, localizado no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Um dos detalhes expostos, até o momento, é a busca contínua por um homem, que não teve a identidade revelada, flagrado por imagens de câmeras de segurança. Além desse ponto investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil da Bahia (PC-BA), outros aspectos chamam a atenção.

Como o corpo do profissional de Odontologia, de 36 anos de idade, foi encontrado com marcas de tortura, a corporação tinha como uma das linhas investigativas o latrocínio - roubo seguido de morte.

Leia mais

Caso Lucas Maia: saiba o que se sabe sobre o crime contra o dentista

Indivíduo suspeito da morte de dentista é ouvido e liberado

Suspeito de matar dentista em condomínio de luxo é identificado

Contudo, essa hipótese foi descartada, pois a intenção do criminoso não era matar para roubar, conforme apurado pelo Portal MASSA! junto a uma fonte policial. Sendo assim, agora, a atual linha trabalhada pela PC-BA é a de homicídio qualificado, ou seja, aquele em que uma pessoa tira a vida de outra de forma intencional.

Relembre o caso

Com apenas 26 anos de idade, Lucas Maia de Oliveira morreu dentro de um condomínio luxuoso, no bairro do Rio Vermelho, na cidade de Salvador.

Para chegar até o suspeito do crime, a Polícia Civil da Bahia (PC-BA) tem ‘costurado’ as investigações e ouvido testemunhas e familiares. Pelo menos 21 pessoas já foram ouvidas, porém nenhuma delas foi presa.

exclamção leia também