25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

PM na atividade - 05/09/2023, 12:56 - Anderson Orrico

“Estamos prontos para fazer frente a eles”, dispara coronel Coutinho

Comandante-Geral da PM afirmou que policiamento seguirá firme no Calabar e Alto das Pombas

Secretário de Segurança, Marcelo Werner, e o Comandante-geral da PM, coronel Coutinho, durante coletiva nesta terça
Secretário de Segurança, Marcelo Werner, e o Comandante-geral da PM, coronel Coutinho, durante coletiva nesta terça |  Foto: Olga Leira/Ag. A Tarde

Um verdadeiro clima de guerra tomou conta das comunidades do Alto das Pombas e do Calabar desde a noite de domingo (3). A disputa pelo tráfico de drogas envolvendo duas facções criminosas está tirando o sono dos moradores e causando intensos confrontos entre a Polícia Militar e os criminosos. Na segunda-feira (4), uma operação da PM terminou com oito presos, sete mortos e a apreensão de seis fuzis, duas granadas, oito pistolas 9mm drogas e munições.

Em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (5), o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, afirmou que 17 pessoas foram feitas reféns nos últimos dias durante invasões às residências nas localidades e pediu que a população contribua com as forças de segurança denunciando os criminosos.

“O mais importante nisso é deixar bem claro que a Policia Militar está atenta e atuante durante 24 horas. Eles são resistentes, mas nós temos que fazer nossa missão e preservando vidas. Não haverá lugar para o crime. Não tentem intimidar, sejam agentes estatais ou a população. Denunciem, sejam colaboradores, liguem para o 181. Estamos prontos para fazer frente a eles e proteger todos os baianos”, reforçou o coronel.

Leia mais:

Tiroteio no Calabar atinge janela de moradora no bairro da Graça

Dominó da criminalidade: bonde de 'encapetados' faz reféns no Calabar

Cinco escolas na região do Alto das Pombas continuam sem aulas

O comandante também se solidarizou com os moradores do Calabar e Alto das Pombas , garantindo que a PM estará presente, reforçando o policiamento para combater a ação dos criminosos.

"As forças de seguranças estão presentes lá e iremos continuar. A PM existe para servir e proteger o cidadão. A recomendação do governador Jerônimo Rodrigues e do secretário de Segurança é que nós nos mantenhamos firmes naquela localidade, estabelecendo a paz e dando tranquilidade à grande maioria dos seus ocupantes, que são pessoas de bem, trabalhados e merecem a segurança do estado", completou Coutinho.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Marcelo Werner, o confronto nas localidades começou quando um "bonde" de uma facção rival entrou em outra comunidade para tentar tomar o comando, causando terror e pânico, inclusive se apossando das residências das pessoas.

“De imediato a força de segurança não só realizaram uma contenção, mas começaram um planejamento operacional para realizar operação que foi desencadeada ontem. A gente cada vez mais percebe que a guerra de facções é a principal responsável pela criminalidade, pela violência em nosso estado e, por isso mesmo, nós temos realizado ações cirúrgicas pontuais e reforçando o policiamento e a inteligência, os meios, para que a gente possa cada vez mais inibir ações como essa e a política do terror que eles querem implementar em nosso estado”, revelou.

Werner também frisou que não será necessário intervenção federal, já que o setor de inteligência das polícias estão atuando e mostrando melhoria na atuação contra as organizações criminosas.

“Chegamos a 44 fuzis apreendidos em 2023, nesses primeiros oito meses de governo. Temos cerca de doze mil pessoas presas e isso demonstra que reflete na melhora dos índices. Nossas ações de inteligência demonstram que estamos fazendo frente e melhorando as condições de segurança em nosso estado”, afirmou.

Terror na vizinhança

Quem mora nas regiões vizinhas e tidas como bairros nobres também está sofrendo as consequências das disputas nas comunidades. Na noite de domingo (2), uma moradora da Graça divulgou um vídeo onde é possível ver o estrago feito por um projetil que estilhaçou o vidro e caiu no meio da sala. Por sorte, ninguém foi atingido.

Os estudantes da rede municipal também estão sendo afetados pela guerra do tráfico, que está obrigando a suspensão das aulas. Na manhã desta terça-feira, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) manteve as atividades suspensas por conta da da sensação de insegurança no bairro de Alto das Pombas e entorno”.

A pasta não deu previsão de normalização das atividades no Conjunto Assistencial Nossa Senhora de Fátima; Casa da Amizade; Professor Antônio Carlos Onofre; e os Centros Municipais de Educação Infantil Tertuliano de Góis; e Calabar.

Já a Ufba suspendeu completamente as atividades na segunda-feira, nos campus de Ondina, São Lázaro, Canela e Federação. A Reitoria informou, através de nota, que entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) solicitando reforço de policiamento no entorno de todos os campi da Universidade.

exclamção leia também