27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

GAIOLA DOS PARÇAS - 24/03/2024, 11:00 - Da Redação

Delegado, deputado e conselheiro caem em presídio de Marcola

Os três supostos envolvidos na morte de Marielle foram presos neste domingo (24), no Rio de Janeiro

Os três supostos envolvidos na morte de Marielle foram presos neste domingo (24), no Rio de Janeiro
Os três supostos envolvidos na morte de Marielle foram presos neste domingo (24), no Rio de Janeiro |  Foto: Mario Agra/Câmara dos Deputados//Divulgação/Alerj//Fernando Frazão/Agência Brasil

Apontados como mandantes do assassinato de Marielle Franco, além da execução do motorista Anderson Gomes, o deputado federal Chiquinho Brazão (União-RJ);, o irmão dele, Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio;, e o ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Rivaldo Barbosa, foram presos neste domingo (24), no território carioca. Agora, eles serão transferidos para a Penitenciária Federal de Brasília.

A gaiola onde os envolvidos vão ficar é a mesma onde está alocado o líder da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marcos Willians Herbas Camacho, conhecido popularmente como Marcola.

Com a detenção durante a ‘Operação Murder Inc.’, da Polícia Federal, o trio esteve inserido no contexto dos três mandados de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), todos na cidade do Rio de Janeiro.

Leia mais

PF coloca supostos mandantes do ‘caso Marielle’ para dentro das grades

Delação de Ronnie ajudará a elucidar morte de Marielle; diz ministro

Caso Marielle: STF homologa delação de Ronnie Lessa

Se ligue

Os crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça também são apurados. A força-tarefa temia vazamentos e suposta fuga dos suspeitos de mandar matar Marielle.

exclamção leia também