32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Eita - 20/03/2024, 10:34 - Da Redação

Delação de Ronnie ajudará a elucidar morte de Marielle; diz ministro

Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça e Segurança Pública, está confiante

Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça e Segurança Pública
Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça e Segurança Pública |  Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, acredita que a delação do ex-policial Ronnie Lessa vai trazer provas para elucidar as mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridas em 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.

"Essa colaboração, obviamente, corre em segredo de justiça, e este ministro não teve acesso a ela, como é evidente. Mas sabemos que essa colaboração premiada, que é um meio de obtenção de provas, traz elementos importantíssimos que nós levamos a crer que, brevemente, nós teremos a solução do assassinato da vereadora Marielle Franco", afirmou Lewandowski.

Segundo informações do Governo Federal, o ministro da Justiça observa que todo o conteúdo do processo é de conhecimento, agora, exclusivamente do relator do caso (Moraes), da Polícia Federal e do Ministério Público.

Lewandowski assegurou que o procedimento seguiu estritamente o devido processo legal e reiterou que, em breve, haverá resultados concretos.

Mortes e prisão de Ronnie

Ronnie Lessa está preso desde 2019 pela acusação de matar Marielle e o motorista Anderson Gomes, no Rio de Janeiro. Trata-se da segunda colaboração do caso Marielle Franco. A primeira foi a do ex-policial militar Élcio de Queiroz. Ele firmou colaboração com a Polícia Federal e com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

A vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram assassinados em 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro. Eles foram baleados após participarem de um evento público na capital do estado. O carro foi atingido por 13 tiros.

exclamção leia também