29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

DANÇA DAS CADEIRAS - 17/05/2023, 19:54 - Pedro Moraes

TRE decreta destino de vaga de Deltan Dallagnol para bolsonarista

O ex-procurador foi eleito o deputado mais votado do estado do Paraná no ano passado

O ex-procurador foi eleito o deputado mais votado do estado do Paraná no ano passado
O ex-procurador foi eleito o deputado mais votado do estado do Paraná no ano passado |  Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) adotou uma decisão, nesta quarta-feira (17), referente a vaga do deputado federal cassado Deltan Dallagnol (Podemos-PR). Dessa forma, a posição será assumida pelo Partido Liberal (PL), legenda do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Na última terça-feira (16), a cassação de Dallagnol aconteceu por unanimidade, originada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Por consequência, rapidamente uma intensa disputa pela vaga na Câmara entre o Podemos e o PL foi instaurada. As informações são do jornal O Globo.

Sendo assim, o TRE-PR entendeu que o segundo candidato mais votado da legenda de Deltan, Luiz Carlos Hauly, não seria o ideal para assumir a vaga, visto que não atingiu o quociente mínimo previsto pela legislação eleitoral. Acima de tudo, ele conquistou somente 1.925 votos.

Leia Mais

''Perdi meu mandato porque combati a corrupção'', dispara Dallagnol

Cunha debocha de Dallangnol após cassação: “Tchau, querido”

"Estou estarrecido’", diz Moro após cassação do mandato de Deltan

Em virtude da decisão do TRE, o pastor evangélico Itamar Paim (PL) assumirá a vaga. Paim recebeu o quádruplo de votos de Hauly, isto é, 47.052, ainda conforme a publicação. Dessa forma, a bancada do PL na Câmara terá, agora, 100 deputados, enquanto o Podemos, 11.

Critério

Com a retotalização dos votos dentro do sistema de candidaturas da campanha eleitoral de 2022 pela seção paranaense, o Podemos estava sem deputado que recebeu votos equivalentes a 10% do quociente eleitoral. Por essa razão, o TRE adotou outro critério, em que ficou verificado qual partido recebeu o maior percentual de votos sobre o total de votos válidos para deputado federal no Paraná na eleição passada.

exclamção leia também