22º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

CPI do MST - 12/04/2023, 21:19 - Cássio Moreira

“Não tem fato determinado”, dispara Rosemberg sobre CPI do MST

Líder do governo Jerônimo Rodrigues (PT) acredita que CPI não deve prosperar

CPI do MST tem 30 assinaturas
CPI do MST tem 30 assinaturas |  Foto: Cássio Moreira/AG. A TARDE

O líder do governo Jerônimo Rodrigues (PT) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Rosemberg Pinto (PT), soltou o verbo e minimizou todo o ‘auê’ criado nos últimos dias com a possível abertura de uma CPI para investigar invasões do Movimento Sem Terra (MST) em terras por todo o estado.

O petista acredita que a proposta do deputado Leandro de Jesus (PL), que já conta com assinatura de 30 parlamentares, sendo alguns da base governista, não deve prosperar. Ele ainda aponta inconsistência no pedido, já que não existe um “fato determinado”, disse que o bolsonarista não teria coragem de chamar os membros do MST de criminosos na frente deles.

“Nunca pedi a nenhum deputado para assinar ou para não assinar. Meu papel é de conscientizar sobre o que pode ou não pode ser feito. A CPI não tem um fato determinado, trata de uma invasão de propriedade [...] A legislação sobre propriedade é restrita ao Congresso Nacional. Não tem motivação, não tem fato determinado, e eu espero que a Assembleia Legislativa apresente essa posição para a Casa [...] O que não posso permitir é o deputado Leandro chamar as pessoas que compõe o movimento de criminosos. Ele não tem coragem de dizer isso a eles aqui na porta da Assembleia”, afirmou deputado do PT.

Rosemberg ainda tratou de acalmar os ânimos e evitou qualquer treta com o presidente da Alba, Adolfo Menezes (PSD), que também assinou o pedido de abertura da CPI.

Leia mais

Adolfo sobe o tom contra invasões de terra: “É a minha posição”

“Preocupação não é só com produtores”, garante autor de CPI do MST

“O deputado Adolfo é um democrata. Não tem nenhuma surpresa. Eu espero que a própria Casa reconheça que não há um fato determinante para a construção da CPI”, finalizou o parlamentar.

Aspas

Eu espero que a própria Casa reconheça que não há um fato determinante para a construção da CPI

Também nesta quarta, pouco antes da sessão, o deputado Leandro de Jesus convocou uma coletiva para falar sobre a CPI, e reforçou o seu desejo de que as invasões do MST sejam investigadas pelo legislativo.

exclamção leia também