30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Mundo

Ó QUE ONDA - 01/03/2024, 16:46 - Da Redação- Atualizado em 01/03/2024, 17:45

Tribunal condena jornalista por ocultar identidades de fontes

Em contrapartida à decisão, a jornalista terá cerca de um mês para recorrer

Uma repórter investigativa foi condenada, nesta quinta-feira (29), pelo crime de desacato ao tribunal. Isso porque ela não revelou as próprias fontes de artigos escritos sobre uma cientista investigada pelo FBI.
Uma repórter investigativa foi condenada, nesta quinta-feira (29), pelo crime de desacato ao tribunal. Isso porque ela não revelou as próprias fontes de artigos escritos sobre uma cientista investigada pelo FBI. |  Foto: Reprodução/X (@CBS_Herridge)

Uma repórter investigativa foi condenada, nesta quinta-feira (29), pelo crime de desacato ao tribunal. Isso porque ela não revelou as próprias fontes de artigos escritos sobre uma cientista investigada pelo FBI. Ex-CBS News e Fox News, Catherine Herridge tem que pagar US$ 800 (aproximadamente R$ 3.960) por dia até divulgar a informação.

Do contrário, o juiz Christopher Cooper, do Tribunal Distrital dos EUA em Washington, suspendeu a multa pelo período de 30 dias. Herridge terá esse prazo para recorrer. Os conteúdos produzidos por ela também tiveram o apoio de colegas em 2017.

Por meio dos artigos, ficou apontado que o FBI investigou a cientista Yanping Chen, uma sino-americana, atual presidente da Universidade de Gestão e Tecnologia em Arlington, no estado americano da Virgínia, sobre questões relacionadas às suspeitas de laços militares com a China.

Leia mais

“Vai seu Mauro, filma seu Mauro”, implora jornalista durante assalto

Demitido da TV Bahia, Gustavo Castelucci vai comentar Baianão na TVE

Assista: Mauro Cezar pega ar com apelido dado por colega de programa

Ainda assim, o FBI fechou a investigação sem apresentar acusações contra Chen, um ano antes de Herridge e seus colegas publicarem as reportagens. Já em 2018, a cientista processou o FBI e outras agências governamentais, quando acusou de violar a Lei de Privacidade ao vazar informações para Herridge.

exclamção leia também