28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Mundo

Mesma laia - 09/01/2023, 09:15 - AFP

Espanha vê "traço trumpista" no ataque bolsonarista no Brasil

Ministro das Relações Exteriores espanhol, José Manuel Albares, disse que ação teve o mesmo padrão do Capitólio

José Manuel Albares é o ministro das Relações Exteriores da Espanha
José Manuel Albares é o ministro das Relações Exteriores da Espanha |  Foto: Kenzo Tribouillard/AFP

O governo espanhol disse nesta segunda-feira (9) que vê um "traço trumpista" no assalto às sedes do poder no Brasil e advertiu que o "ressurgimento de movimentos ultradispostos a atropelar tudo" é a maior ameaça à democracia.

“Há um traço, digamos, trumpista, na forma como agiram ontem (domingo), com extremistas de direita mobilizados entrando no Congresso”, afirmou o ministro das Relações Exteriores, José Manuel Albares, em entrevista à rádio Cadena Ser.

Leia mais:

Parlamentares americanos exigem saída de Bolsonaro dos EUA

Tropa do Batalhão de Choque da Bahia chega em Brasília

Após ataques, Lula visita Planalto e STF

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro também invadiram o Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal em Brasília, em incidentes que lembram os ataques de 6 de janeiro de 2021 ao Capitólio, em Washington, D.C., por parte de simpatizantes do então presidente americano, Donald Trump.

Para Albares, "o padrão de atuação" dos bolsonaristas é "praticamente idêntico" ao dos seguidores de Trump na capital americana.

Os acontecimentos no Brasil "nos recordam qual é a maior ameaça que pesa sobre a democracia, a paz e a prosperidade no mundo (...) e é o ressurgimento de movimentos ultradispostos a atropelar tudo", afirmou, por sua vez, o presidente de governo, o socialista Pedro Sánchez, em um evento em Madri com embaixadores espanhóis.

Na noite de domingo (8), Sánchez havia manifestado no Twitter seu apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assim como "às instituições livre e democraticamente eleitas pelo povo brasileiro" e sua contundente condenação ao "assalto ao Congresso do Brasil".

exclamção leia também