29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

fica ou sai? - 20/11/2023, 13:08 - Lincoln Oriaj | Portal A TARDE

Marcado na história do Vitória, Welder tem futuro em aberto

Atacante marcou o gol do acesso e do título do Leão nesta série B

Atacante está emprestado ao Vitória, pela Jacuipense
Atacante está emprestado ao Vitória, pela Jacuipense |  Foto: Victor Ferreira / EC Vitoria

Welder está marcado na história do Vitória. O atacante de 28 anos marcou o gol que confirmou o acesso do Rubro-Negro à Série A e, de quebra, garantiu o primeiro título nacional da equipe. Vinculado ao Jacuipense, que parabenizou o jogador nas redes sociais, ele ainda não sabe onde jogará em 2024, mas deve definir ainda nesta semana.

“Eu tenho contrato com o Jacuipense, mas o pessoal acha que porque eu tenho contrato eu tenho que jogar lá, mas na verdade é que a diretoria do Jacuipense me abriu portas e hoje eles fazem parte do pessoal que gerencia a minha carreira. Não parei para conversar ainda, mas na próxima semana a gente pode ter uma ideia do que vai ser do meu futuro”, revelou Welder ao Portal A TARDE.

Leia mais:

Estrela no escudo: Vitória é o 17º clube a imortalizar título da B

Vitória pode ajudar Chapecoense e retribuir 'favor' de 2017; entenda

Multidão rubro-negra! 'CarnaLeão' faz da Barra o Barradão

Em outubro deste ano, após o jogo do Vitória contra o Sampaio Corrêa, Welder foi vítima de injúria racial e, na comemoração do título, ele se emocionou ao lembrar das dificuldades que enfrentou em toda a carreira.

“A primeira palavra que me vem é gratidão. Gratidão a Deus por tudo que ele tem feito por mim, tudo que ele tem feito por minha vida. Porque eu comecei muito cedo a minha trajetória no futebol, rodei por muitos clubes até ter a oportunidade de chegar num clube como o Vitória. Só de eu ter chegado aqui, eu já agradeço muito a ele. E ele foi tão maravilhoso, tão generoso, que ele me honrou de uma forma que, ainda nos meus melhores sonhos eu não poderia imaginar. Ele me deu o gol do acesso, o gol do título, me deu a oportunidade de deixar o meu nome gravado na história de um clube gigante do Nordeste, do Brasil, e que ainda faltava um título nacional, o que não poderia. Com a história que esse clube tem, com o peso dessa camisa, não poderia. É inexplicável o que ele está fazendo na minha vida. Ele me deu a oportunidade de estar aqui e eu consegui aproveitar ela bem, juntamente com meus companheiros”, concluiu Welder.

exclamção leia também