30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

chegada dos guerreiros - 23/12/2023, 17:02 - Da Redação

De volta ao Rio, 'presida' do Flu traça metas para 2024: "Pés no chão"

Nino e Felipe Melo também discursaram sobre o desempenho do Tricolor no Mundial de Clubes

Presidente Mario Bittencourt fez um balanço da temporada vitoriosa do Flu
Presidente Mario Bittencourt fez um balanço da temporada vitoriosa do Flu |  Foto: Ronald Lincoln / GE

Após tomar um 'chocolate' do Manchester City, por 4 a 0, na final do Mundial de Clubes, a delegação do Fluminense, com exceção de Jhon Arias e David Braz, desembarcou no Rio de Janeiro, neste sábado (23), às 13h50. O presidente do time carioca, Mário Bittencourt, em conversa com a imprensa, valorizou o jogo 'de igual para igual' que fez com o time inglês, apesar do resultado negativo.

"Sentimento de dever cumprido. Queríamos ter vencido ontem, sabíamos que dava para vencer. Mas o mais importante que comentamos depois do jogo é que jogamos sendo Fluminense. Temos um DNA, uma cara de time, de clube. Muito importante a gente lembrar que, há quatro anos, estávamos numa posição muito diferente. Posição que o Fluminense não merecia. Quatro meses de salário atrasado, oito de imagem. Dívida que controlamos, mas ainda precisamos cuidar dela com carinho. Mostramos para a América do Sul, que dá para fazer futebol com poucos recursos", iniciou ele, que também fez um balanço das metas para a temporada que vem.

Leia mais

Vice no Mundial, Flu finaliza 2023 com 190 milhões em premiações

Em fim de contrato com o Flu, Caio Vinícius é novo reforço do Vitória

São Paulo vende jovem zagueiro ao PSG por 'bolada' milionária

"Temos os pés no chão, sem fazer loucuras. Para 2024, temos o Carioca, que vamos buscar o tricampeonato. Temos a Recopa Sul-Americana, que é um título internacional que queremos ganhar. Somos cabeça de chave da Libertadores. Queremos voltar ao Intercontinental em 2024. E temos o Mundial em 2025", completou.

Jogadores soltam a voz

Além do gestor do Tricolor das Laranjeiras, a dupla de 'zaga' titular do clube no Mundial de Clubes, Nino e Felipe Melo, também conversou com a imprensa, na chegada ao Rio de Janeiro.

Nino e Felipe Melo falaram com a imprensa ao desembarcar no Rio de Janeiro
Nino e Felipe Melo falaram com a imprensa ao desembarcar no Rio de Janeiro | Foto: Marcelo Gonçalves/FFC

"Ano maravilhoso, muito regular. Mantivemos os bons resultados durante todo o ano. Crescemos muito como grupo. Fluminense está num nível que não deveria ter saído nunca. Não sei sobre futuro. Agora devo entrar de férias. Nos próximos dias vamos ver o que acontece. Sou muito feliz no Fluminense. Pode ter sido (o último jogo), a gente nunca sabe. Mas vamos ter certeza nos próximos dias", destacou Nino.

"A gente volta com o sentimento de colocar o patamar do Fluminense onde ele sempre mereceu. Colocar no clube um troféu que ele sempre almejava. Chegamos na final. Para quem entende de futebol, até um certo momento, batemos de frente com o Manchester City. Ele são muito fortes, seleção do mundo e foram os justos vencedores. O Fluminense, hoje, está num patamar que não tinha sido alcançado anteriormente", ressaltou Felipe Melo.

Com a segunda colocação no Mundial, o time carioca comandado por Fernando Diniz embolsou o valor de R$ 19,4 milhões aos cofres.

exclamção leia também