25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Ano mágico - 02/05/2023, 16:44 - Santiago Oliveira

Bem de vida: Vitória apresenta superávit milionário em 2022

Renegociação de dívida junto à Receita Federal permite a ascensão financeira

O Leão renegociou o débito de R$ 117 milhões
O Leão renegociou o débito de R$ 117 milhões |  Foto: Victor Ferreira / ECV

A temporada passada não foi especial somente dentro de campo para o Vitória, que conseguiu o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. O financeiro do clube também teve motivos para comemorar, pois o balanço patrimonial divulgado pela agremiação com dados de 1º de janeiro a 31 de dezembro do ano passado aponta receita de R$ 42 milhões e um superávit de R$ 33 milhões.

Juntando o departamento de futebol e os setores administrativos do clube, o gasto com salários foi de R$ 22,8 milhões. O que facilitou para que a receita superasse as despesas foi a adesão ao Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), que junto à Receita Federal, o Rubro-negro renegociou o débito de R$ 117 milhões, que fez R$ 57,3 milhões serem abatidos e um montante de R$ 59,7 milhões ter sido parcelado a longo prazo.

Leia mais: Thaciano broca Vasco, mira Libertadores e convoca torcida para a Fonte

Confira: Irmão de Sheron Menezzes é preso em flagrante por tráfico de drogas

Veja também: Baêa dá a ideia após 'dor de cabeça' com ingressos no São Januário

Um levantamento do jornalista Cassio Zirpoli mostrou que o balanço de 2022 é o maior do Vitória entre os disponíveis para consulta, desde 2011. Nos últimos 12 anos, o Rubro-Negro só registrou um faturamento acima de R$ 100 milhões em 2016.

Veja tudo abaixo:

Faturamento anual do Vitória

2017 (A): R$ 88.071.107 (-21%; -23 mi)
2018 (A): R$ 87.013.000 (-1%; -1 mi)
2019 (B): R$ 53.010.000 (-39%; -34 mi)
2020 (B): R$ 39.539.000 (-25%; -13 mi)
2021 (B): R$ 61.104.000 (+54%; +21 mi)
2022 (C): R$ 42.625.000 (-30%; -18 mi)

*Considerando a receita total

Resultado do exercício (superávit/déficit)

2017 (A): -59.845.190
2018 (A): -4.804.000
2019 (B): -1.831.000
2020 (B): -20.604.000
2021 (B): -42.320.000
2022 (C): +33.369.000

* O saldo da subtração da receita líquida pela despesa anual

Evolução do passivo acumulado do clube

2017 (A): R$ 109.221.000 (+63%; +42)
2018 (A): R$ 143.110.000 (+31%; +33 mi)
2019 (B): R$ 144.398.000 (0,9%; +1 mi)
2020 (B): R$ 239.236.000 (+65%; +94 mi)
2021 (B): R$ 272.288.000 (+13%; +33 mi)
2022 (C): R$ 243.397.000 (-10%; -28 mi)

* A soma das pendências de curto prazo (circulante) e longo prazo (não circulante)

Abaixo, um comparativo com quatro frentes importantes na composição da receita no futebol profissional, presentes nos últimos seis balanços do Vitória – e as respectivas séries no Campeonato Brasileiro.

Direitos de transmissão na TV

2017 (A): R$ 50,67 milhões
2018 (A): R$ 48,56 milhões (-4%; -2 mi)
2019 (B): R$ 7,83 milhões (-83%; -40 mi)
2020 (B): R$ 6,73 milhões (-14%; -1 mi)
2021 (B): R$ 10,28 milhões (+52%; -3 mi)
2022 (C): não detalhado

Quadro de sócios e premiações

2017 (A): não divulgado
2018 (A): R$ 11,7 milhões
2019 (B): R$ 14,0 milhões
2020 (B): R$ 13,4 milhões
2021 (B): R$ 14,0 milhões
2022 (C): não detalhado*

Ao contrário dos outros clubes, o Vitória soma os sócios-torcedores às premiações e loterias.

Renda nos jogos

2017 (A): R$ 4,27 milhões
2018 (A): R$ 3,39 milhões (-20%; -0,8 mi)
2019 (B): R$ 2,17 milhões (-35%; -1 mi)
2020 (B): R$ 619 mil (-71%; -1 mi)
2021 (B): R$ 337 mil (-45%; -0,2 mi)
2022 (C): não detalhado

Patrocínio/Marketing

2017 (A): R$ 5,68 milhões
2018 (A): R$ 6,46 milhões (+13%; +0,7 mi)
2019 (B): R$ 1,11 milhão (-82%; -5 mi)
2020 (B): R$ 3,22 milhões (+188%; +2 mi)
2021 (B): R$ 2,78 milhões (-13%; -0,4 mi)
2022 (C): não detalhado

exclamção leia também