23º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Um Susto - 09/12/2023, 11:44 - Tabitha Gomes- Atualizado em 09/12/2023, 12:02

Saiba o que 'salvou' repórter durante tentativa de assalto ao vivo

Situação ocorreu em participação da jornalista Juliane Massaoka no programa 'Encontro com Patrícia Poeta', na sexta (8)

Capa de celular foi o suficente para Juliane 'vencer' os bandidos
Capa de celular foi o suficente para Juliane 'vencer' os bandidos |  Foto: Reprodução/ TV Globo/ Redes sociais

Após ter sofrido uma tentativa de assalto ao vivo na última sexta-feira (8) durante o programa 'Encontro com Patrícia Poeta', a jornalista Juliane Massaoka usou os stories do Instagram para mostrar nas redes sociais como conseguiu se livrar de ladrão e impedir o roubo do celular. Vale destacar as jornalistas conversavam exatamente sobre o crescimento do número de assaltos no Brasil, quando a repórter sofreu a tentativa de crime.

Juli como é conhecida popularmente pelos âncora da TV Globo, revelou com detalhes a capa do celular que permite uma maior proteção, pois conta com uma alça de segurança. Assim, impediu o furto do aparelho. "Eu estava segurando essa capinha aqui. Ou seja, com essa alça, eu consegui segurar e prender o celular de uma maneira muito firme na minha mão. Quando o cara puxou, eu puxei de volta e fiquei com o celular na mão", explicou ela enquanto mostrava o objeto.

Leia mais:

Empreendedoras apostam na identidade para dar o diferencial das marcas

A jornalista também contou que havia um segurança que acompanhou a equipe de reportagem durante a tentativa de assalto. "O segurança não teve tempo de ver o que tinha acontecido. O que ele viu foi uma tentativa de assalto e não sabia se tinha sido bem ou mal-sucedida. Ele foi por trás da câmera, agarrou o assaltante pela blusa e deu uma torcida. Ele ficou com o cara na mão, mas olhou de relance para mim, viu que eu estava inteira e com o celular na mão, olhou para a equipe e viu que todo mundo estava seguro, e deixou o cara ir. Esta é a conduta porque a gente não é policial nem autoridade para prender uma pessoa", destacou.

"Eu agradeço muito porque me deu tranquilidade para continuar o meu trabalho. Porque, por mais que eu tenha segurado o celular, o segurança estava atento e pronto para agir caso qualquer outra coisa acontecesse", concluiu Juliane Massaoka repórter da TV Globo.

exclamção leia também