26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Ó QUE ONDA - 13/05/2024, 18:02 - Pedro Moraes - Atualizado em 13/05/2024, 18:46

Vídeo: estudantes tocam o terror, dentro de buzu, em Salvador

O caso aconteceu na linha Conjunto Pirajá-Engenho Velho da Federação

Imagens de câmeras internas do buzu flagraram a cena
Imagens de câmeras internas do buzu flagraram a cena |  Foto: Reprodução/Vídeo

Rodoviários passaram por um momento de agonia, na última quinta-feira (9), dentro de um buzu, em Salvador. Imagens de câmeras internas do coletivo flagraram o momento em que estudantes vandalizaram o veículo. Vários deles forçaram a porta, até quebrar o material, para ter acesso ao coletivo pela parte traseira, sem pagar nada.

Todos os demais passageiros que estavam no ônibus, que fazia a linha Conjunto Pirajá-Engenho Velho da Federação, saíram em meio ao ato violento. Os envolvidos pertencem a uma escola estadual.

Questionada sobre o fato, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) mencionou ao Portal MASSA! que atua na identificação da unidade escolar dos alunos envolvidos.

“Com o propósito de promover ação para reforçar a importância do cuidado e valorização dos bens de uso comum”, acrescentou o órgão.


Leia mais

Em sete dias, 3 ônibus são incendiados; prejuízo supera R$ 2,5 milhões

Agressões a rodoviários se tornam frequentes nas ruas de Salvador

Assista: bonde taca fogo em buzu no bairro de Cajazeiras

A SEC reforçou ainda que “atua com foco na formação do cidadão e realiza, junto às suas escolas, um trabalho de conscientização com os alunos sobre a importância da boa vivência em comunidade e da preservação dos bens públicos.”


Pegue a visão:


Deu a ideia

O Portal MASSA! também procurou a Integra, concessionária do serviço de transporte público de Salvador, para saber quais providências foram tomadas.

O presidente da companhia, Jorge Castro, declarou que o ato de evitar vandalismo é obrigação da polícia e, neste caso, das escolas.

Aspas

Queremos ação concreta dos responsáveis

“Evitar o vandalismo é obrigação da polícia e, sendo estudante, dos professores e diretor da escola, também. Debater prejuízos é lugar comum, queremos ação concreta dos responsáveis”, disparou.

O Sindicato dos Rodoviários também foi procurado pela reportagem, mas, até a publicação desta matéria, não obteve retorno. Caso haja resposta, este texto será atualizado.

Quanto aos alunos, eles não foram localizados e identificados até o momento.

exclamção leia também