25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Largado às traças - 12/12/2022, 19:11 - Pedro Moraes - Atualizado em 12/12/2022, 19:46

“Por causa do descaso”, desabafa vizinha de prédios incendiados

Relatos de moradores vizinhos aos quatro imóveis incendiados relatam sentimentos de pertencimentos ao local

Relatos de moradores vizinhos aos quatro imóveis incendiados relatam sentimentos de pertencimentos ao local
Relatos de moradores vizinhos aos quatro imóveis incendiados relatam sentimentos de pertencimentos ao local |  Foto: Divulgação/Leitor Massa!

Prédios esculturais e símbolos da cultura baiana. Com esses panoramas, quatro imóveis foram atingidos por um incêndio de grande proporção na manhã desta segunda-feira, 12, na Rua Fonte Nova do Desterro, no Largo São Miguel, na Baixa dos Sapateiros, em Salvador. Localizados ao lado do antigo módulo da San Miguel, os imóveis foram tomados por chamas.

Iniciado nas primeiras horas desta segunda, o fogo rapidamente se alastrou pelos imóveis abandonados. Vizinha aos ‘alvos’ atingidos, Ana Moreira, que reside no local desde 2018, declarou ao Portal Massa! que o sentimento é de perda, algo similar a como se tivesse perdido algum familiar.

“A gente vê um prédio pegando fogo, sendo destruído, sendo demolido, e aquilo que a gente via aqui todo dia, de repente vai ficar um vácuo. A gente precisa saber cobrar do governo o que vai fazer com os antigos prédios, porque a história da cidade está sendo perdida por causa do descaso. Eles querem que a gente viva em uma barbárie num mundo sem arte, sem beleza. Estou decepcionada, parece que foi alguma coisa da minha família que foi destruída”, relata.

Leia Mais

Três casarões e um armarinho são incendiados na Baixa dos Sapateiros

Casarão antigo pega fogo na Baixa dos Sapateiros


Explosão no Aeroporto em Guarulhos causa estrago no teto do local

Ainda segundo ela, desde pequena costumava fazer visitas aos prédios localizados no Centro, por causa de aspectos da cultura antiga, como monumentos coloridos e marcantes. Foi assim que seu sonho de morar no Centro começou a ganhar forma.

“Muita gente morando na rua, sem condições, precisando de um espaço, então a gente não pode ver isso e ficar calado. Estão tirando todos os restos dos prédios para que você não se lembre que foi um prédio antigo, que sumiu por conta do descaso do poder público”, acrescenta.

Já uma outra moradora, que não quis ser identificada, vizinha dos imóveis acometidos pelas chamas há 30 anos, conta que foi tomada pelo choro. "Chorei pela vizinha (...) o fogo está brabo", desabafa. Preocupada com o caso, ela destacou a 'passividade' da equipe do Corpo de Bombeiros. "Os bombeiros estão aqui mas não tá fazendo nada, tá esperando mais fogo”. Ela ainda completa dizendo que um órgão já tinha ido no local e que nada adiantou. " E isso mesmo a família tem muito dinheiro até a Codesal veio e nada, fez tem uns 10 dias, só fez isolar, já foi a parede desabou e eles não voltaram pra nada a sacizera arrombou tirou os fios e tocou fogo aonde aconteceu", finaliza

O Portal Massa! entrou em contato com o Corpo de Bombeiros da Bahia e com a Defesa Civil de Salvador (Codesal) e ambos informaram ações que estão sendo feitas no local.

Através de nota, a Codesal comunicou que três imóveis atingidos pelo incêndio já foram demolidos e um quinto casarão já foi notificado para que realize a demolição. Já os Bombeiros, informou que já realizou o combate mais cedo, mas que estavam monitorando o local , e com guarnição fazendo o rescaldo outra vez, por que houve uma pequena reignição.

Confira abaixo a nota da Codesal na integra.

NOTA CODESAL

Ref. Incêndio Rua da Fonte Nova do Desterro/ Largo de S. Miguel. ATUALIZAÇÃO

Três dos quatro imóveis atingidos por um incêndio, na manhã desta segunda-feira (12/12), na Rua da Fonte Nova do Desterro (Largo de S. Miguel), já foram demolidos pela Sedur. O trabalho de demolição do imóvel restante teve início por volta das 15h. A Defesa Civil de Salvador (Codesal), que acompanha a operação, notificou o proprietário de um quinto casarão (Rua da Poeira , 07), que teve partes atingidas pelo fogo, para que proceda a demolição das estruturas que apresentam riscos e a recuperação do imóvel. Além da Codesal e Sedur, estão no local o Corpo de Bombeiros, Transalvador e a Guarda Civil Municipal.

ASCOM - CODESAL

12/12/2022

exclamção leia também