30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Ataque em SP - 28/03/2023, 19:29 - Da Redação

Delegado investiga se aluno que atacou escola em SP recebeu apoio

Adolescente de 13 anos matou uma professora e deixou outras cinco pessoas feridas

Caso aconteceu na Escola Estadual Thomazia Montoro, na Vila Sônia
Caso aconteceu na Escola Estadual Thomazia Montoro, na Vila Sônia |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

O delegado Marcos Vinicius Reis, responsável por investigar o ataque de um aluno na Escola Estadual Thomazia Montoro, na Vila Sônia, em São Paulo, descartou a informação de que o adolescente recebeu apoio durante o atentado, mas afirmou que ainda apura uma possível ajuda prévia. A declaração foi feita à imprensa nesta terça-feira (28).

"Dentro da escola não teve (ajuda), ele agiu sozinho", disse o delegado, que não descartou o envolvimento de outras pessoas no caso.

"Não descartamos (a participação de outras pessoas), é um trabalho que demanda uma análise mais profunda. (...) A investigação eletrônica, assim chamada, demanda quebras de sigilo, a gente tem que pedir autorização do Poder Judiciário, não são medidas que vão do dia para a noite", continuou.

O delegado esteve na unidade de ensino na manhã desta terça, quando coletou mais provas para as investigações.

"Faltaram algumas imagens que são importantes para a gente entender a dinâmica dos fatos. O caso está esclarecido, existem imagens, e hoje nós estamos complementando desde a chegada dele aqui na escola."

A delegacia responsável por investigar o atentado ouviu 32 pessoas na última segunda-feira (27). De acordo com informações do Estadão, os estudantes informaram que o adolescente brigou com um dos colegas na semana passada.

O agressor é aluno do 8º ano e foi transferido da Escola Estadual José Roberto Pacheco, em Taboão da Serra, para o colégio da Vila Sônia em março deste ano. Ele matou uma professora e deixou outras cinco pessoas feridas.

Leia mais:

B.O aponta comportamento agressivo de aluno que atacou escola paulista

Aluno que matou professora 'bolou' ataque igual ao massacre de Suzano

Aluno relata que 'colega' agressor teve comportamento racista em briga

exclamção leia também