25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Lutando para trabalhar! - 20/12/2022, 09:37 - Vinicius Viana - Atualizado em 20/12/2022, 09:47

Ambulantes dormem na porta da Semop na esperança de credenciamento

Vendedores ambulantes denunciam que foram atingindo por spray de pimenta e água suja lançados de dentro da Semop

Ambulantes dormem na porta da Semop na esperança de credenciamento
Ambulantes dormem na porta da Semop na esperança de credenciamento |  Foto: Reprodução/ TV Bahia

Vendedores ambulantes passaram a noite de segunda-feira (19), e amanheceram nesta terça-feira (20), em frente à sede da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), em Salvador, na expectativa de conseguiram o credenciamento para o primeiro Festival Virada Salvador apos o início da pandemia da Covid-19.

Em entrevista à TV Bahia, alguns ambulantes relataram que um servidor da Semop anotou os nomes de todos os vendedores que estão ‘acampados’ em frente a secretaria municipal.

“Apareceu uma moça e começou a pegar os nomes ontem (19), pela manhã, e até o momento não chamaram (a gente)”, afirmou Edcarlos, que saiu de Simões Filho, região metropolitana de Salvador, no último domingo (18), na expectativa de conseguir o credenciamento.

Em seguida, ele denunciou que alguém de dentro da Semop jogou spray de pimenta e água suja nos ambulantes que estavam na porta da secretaria.

“É uma falta de respeito, a gente só quer o direito de trabalhar. Pra quer humilhar? A gente espera chegar aqui e ser bem tratado, mas o que recebemos foi spray de pimenta e água fedentina na cara”, desabafou o vendedor.

Outros ambulantes denunciaram que o sistema da Semop apresentou erro no momento do credenciamento dos ambulantes e que por isso muitos foram tentar fazer a inscrição na sede da secretaria.

Por meio de nota, a Semop informou que “credenciou mais 150 ambulantes para atuar no Festival da Virada Salvador” após uma “avaliação da equipe técnica da secretaria sobre o aumento do número das vagas”.

Questionado pelo Portal Massa! sobre as denúncias de agressão de servidores, a secretaria não se manifestou sobre o caso.

exclamção leia também