30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Ele tá pra onda - 28/11/2023, 16:26 - Pedro Moraes- Atualizado em 28/11/2023, 16:42

Werner garante as polícias viradas nos '220W' com casos de feminicídio

Secretário de Segurança Pública da Bahia destaca contínuo combate aos casos de violência contra a mulher

Werner promete botar pra torar
Werner promete botar pra torar |  Foto: Pedro Moraes/Portal MASSA!

Em meio ao lançamento da Operação Verão, as forças de segurança do estado da Bahia intensificaram ainda mais o poder de combate aos diversos tipos de crimes. Um deles é o feminicídio. A exemplo dos casos ocorridos nos bairros de Mussurunga e Tancredo Neves, nos últimos meses.

Sobre o assunto, o Portal MASSA! bateu um papo com exclusividade junto ao secretário de Segurança Pública, Marcelo Werner. O gestor da pasta ressaltou o fortalecimento das ações durante o verão, além de garantir a redução no índice de casos no estado.

Leia mais

Enfermeira é brutalmente assassinada pelo ex em Mussurunga

"A Bahia, diferente da média nacional, nós estamos com redução com relação ao feminicídio. Vários estados estão com tendência de aumento, a gente está diminuindo", iniciou Werner.

Durante os 11 meses de governo Jerônimo Rodrigues (PT), a SSP-BA adotou estratégias como fechamento de parcerias. Uma delas aconteceu com a Secretária de Saúde do Estado (Sesab).

"Fizemos algumas ações importantes este ano, pensando nesse tipo de delito. Criamos o batalhão Maria da Penha, que visa fortalecer essa ação de acompanhamento das medidas protetivas, de casos de violência doméstica contra a mulher. Criamos o departamento de proteção às mulheres e vulneráveis no posto da Polícia Civil, isso foi feito nas reestruturação que foi feita nos primeiros seis meses. Isso foi feito com o apoio da Assembleia Legislativa. Também visando fazer uma coordenação de todas as Deans e Neans que foram abertas, já foram 24 abertas na Bahia. Estamos com mais duas para inaugurar até o final do ano, para fortalecer ainda mais essa cultura e essa ação de polícia judiciária em desfavor desses que perpetam qualquer tipo de delito ou violência contra a mulher", explicou.

"Estamos também capacitando nos cursos de formação, seja da Polícia Civil, seja da Polícia Militar, os policiais, para que tenha um atendimento específico, que a gente entende que a pessoa tenha que ter o conhecimento específico para esse tipo de delito, até para que a mulher não seja revitimizada nessa situação. No posto do DPT, nós trabalhamos com as salas lilás, que temos na capital e inauguramos este ano a primeira em Barreiras, mas que pretendemos estender para outras macrorregiões da Polícia Técnica, onde há um atendimento diferenciado para a mulher que é vítima de qualquer tipo de violência. Firmamos um protocolo com a Secretaria de Saúde, também para fazer orientação de todo o profissional de saúde. [...] Qualquer médico da rede de saúde do estado que pode se deparar com uma situação de uma mulher que tenha sido vítima de qualquer tipo de violência. Criamos um plano de enfrentamento na violência contra a mulher também, já na minha gestão, com 11 meses de governo. Esse é um tema caro para a gente, a gente vai continuar fortalecendo as ações nessa área para que a gente possa diminuir esses números que crescem no Brasil. Diminuem na Bahia, mas crescem no Brasil", completou o secretário.

exclamção leia também