29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

CADEIA NELES - 06/05/2023, 15:20 - Pedro Moraes

Médico e comparsas são presos por ‘meterem mão’ em garota de programa

O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento do serviço O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento

O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento do serviço
O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento
O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento do serviço O trio teria contratado a garota de programa, mas recusou o pagamento |  Foto: Reprodução

Após ter sido contratada para desempenhar seu papel como garota de programa, uma mulher foi vítima de estupro por parte de três homens. O caso aconteceu na manhã deste sábado (6), na cidade de Brumado, situada no sudoeste do estado da Bahia. Um dos homens é médico e, também, dono do imóvel onde o crime ocorreu.

A princípio, a vítima havia sido contratada para realizar um programa, de acordo com as informações da polícia de Brumado. Contudo, após perguntar sobre o pagamento, ela foi impedida de sair do apartamento ao ouvir dos suspeitos que não seria paga. Além do estupro, a vítima também sofreu violência psicológica.

Como foi acionada pela manhã, a corporação enviou agentes ao local. Após o fato, ocorrido na madrugada, os agentes invadiram o apartamento, prenderam os homens e encaminharam a vítima para prestar depoimento. Dentro do app, a instituição encontrou preservativos e remédios para disfunção erétil, além de vestígios de consumo de drogas.

Leia Mais

Homem vai em 'cana' suspeito de estuprar filhas de 4 e 8 anos

Dois homens são mortos a tiros no bairro de Cajazeiras IV

Adolescente assassina a avó e justifica: “Dava muito trabalho”

O detalhe é que o proprietário do imóvel possui passagens anteriores pela polícia pelos crimes de desacato, ameaça, lesão corporal e resistência, ocorridos no município de Parnamirim, também na região sudoeste.

Dessa forma, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva dos homens e garantiu ver indícios de que outros crimes do mesmo tipo teriam sido realizados pelo grupo. Além disso, a corporação pediu que possíveis vítimas se apresentem na delegacia da cidade para formalizar denúncias contra os homens.

exclamção leia também