32º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

Próximo passao - 24/11/2023, 19:47 - Da Redação

Filha de Sara Mariano será ouvida por juiz e psicóloga

Defesa da família da cantora gospel quer a guarda da menina de 11 anos

Dona Dolores, mãe de Sara, teve acesso à neta pela primeira vez
Dona Dolores, mãe de Sara, teve acesso à neta pela primeira vez |  Foto: Montagem Portal MASSA!//Reprodução/Redes Sociais//Raphael Muller/Ag. A TARDE

A advogada Sarah Barros, que atua na defesa da família de Sara Mariano para obter a guarda da filha de 11 anos da cantora gospel, informou, nesta sexta-feira (24), que a menina será ouvida por um juiz e uma psicóloga, nos próximos dias.

A oitiva, segundo Sarah, também terá a participação de uma psicóloga. Ao final, o magistrado decidirá se mantém a guarda provisória com a família de Ederlan ou se concede para a avó materna.

"É diferente da oitiva que aconteceu na Dercca (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente). Serão outros fundamentos, outras perguntas, mas ela vai ser ouvida pela psicóloga e, depois da audiência, a gente vai ter realmente a decisão sobre a guarda provisória, porque tem todo o desenrolar do processo: contestação, sentença. A nossa expectativa é que a gente realmente consiga a guarda da menor para a família materna", explicou para o Portal MASSA!.

Leia também:

Prisões e investigações: confira como anda o ‘Caso Sara Mariano'

Ida de filha de Sara e Ederlan à escola pode trazer ‘verdade’ à tona

Sarah Barros também declarou que ainda não pôde ter acesso ao conteúdo do primeiro depoimento da filha de Sara Mariano. Ela não sabe, por exemplo, se a menina falou sobre a carta escrita para o pai.

"No depoimento da Dercca, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) tem um provimento específico. O depoimento acontece com a autoridade policial, depois assistente social e psicólogo e os vídeos são repassados para o delegado responsável do inquérito, que é doutor Euvaldo, da delegacia de Dias D'Ávila. Só quem vai ter acesso a esse depoimento é ele e, depois, o magistrado. Os advogados só terão acesso depois de todos os procedimentos, como a denúncia", informou.

exclamção leia também