30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / segurança pública

NO RADAR - 21/03/2023, 17:50 - Pedro Moraes

Ex-policial suspeito de matar casal vai a júri popular

O possível autor do crime está preso há cerca de oito meses

O possível autor do crime está preso há cerca de oito meses
O possível autor do crime está preso há cerca de oito meses |  Foto: Reprodução/Redes sociais

Suspeito de matar um casal a tiros na cidade de Barreiras, situada na zona oeste do estado da Bahia, um ex-policial militar vai passar por júri popular na próxima quarta-feira (22), no Fórum Tarcilio Vieira de Melo. O julgamento é referente ao crime cometido em julho de 2022, motivado por uma discussão.

Identificado como Wilton Bezerra de Luna, o indivíduo está preso há cerca de oito meses no Presídio Regional, no município baiano. Depois de cometer o crime, ele chegou a fugir, porém foi encontrado quatro dias depois, no decorrer de uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizada nas redondezas da cidade de Seabra, no sudoeste do estado.

O suspeito, durante a liberdade, teve uma relação conflituosa com o casal, identificado como Sebastião Robson Ribeiro, de 61 anos, conhecido também como "Tião", e Fernanda da Cruz Fernandes, de 46 anos. Segundo mencionado por testemunhas, o conflito tinha como razão a presença do som alto no estabelecimento.

Leia Mais

ASSISTA: ‘Lalau’ de bengala ‘mete mão’ em carro com comparsas

Homem vai pro xilindró após deixar reféns em caminhão assaltado

Polícia acaba com festa de 'meninos bons' e exclui câmeras

Irene Fernandes, irmã da vítima, relatou que no dia do crime houve uma briga. Na ocasião, Wilton se exaltou e indicou que mataria Fernanda. Em seguida, ele disparou vários ‘balaços’ contra o casal.

"Eles discutiram e ele a ameaçou de morte. Ela foi até a casa dele para pegar o celular para ligar a polícia. Neste momento, ele fez o primeiro disparo, na cabeça dela, que foi fatal. Depois ele entrou dentro da casa dela e matou o esposo, que foi surpreendido", contou a mulher, em entrevista à TV Oeste. "Ele deu seis disparos no Tião e quatro na minha irmã", detalhou a irmã.

Finalização das investigações

Ainda no ano passado, as investigações foram concluídas e Wilton responderá pelos dois homicídios qualificados. Dessa forma, ele poderá ser condenado a uma pena superior a 30 anos, mesmo se o crime ter acontecido por razão fútil.

exclamção leia também