24º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

É escândalo que não acaba mais - 27/10/2022, 09:04 - Da Redação - Atualizado em 27/10/2022, 11:47

Vale intimidar é? MPT investiga assédio eleitoral em Feira de Santana

Colbert Martins (MDB) está na linha de frente de mais uma polêmica

Colbert Martins, prefeito de Feira de Santana
Colbert Martins, prefeito de Feira de Santana |  Foto: Divulgação

Mais um escândalo envolvendo a Prefeitura de Feira de Santana. Dessa vez, o Ministério Público do Trabalho (MPT) está apurando quatro denúncias de assédio eleitoral contra o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins, e outros gestores do órgão municipal.

De acordo com o MPT, a denúncia mais recente ocorreu na última sexta-feira (21), quando, de acordo com denunciante, o prefeito e demais gestores teriam ameaçado demitir funcionários que não são concursados, assim como os terceirizados, caso não votassem no candidato de sua escolha.

Teria sido exigido dos funcionários uma cópia do título eleitoral, além da participação dos trabalhadores em carreatas com uso de adesivo de candidatos.

A gestão municipal afirmou que não houve assédio eleitoral no local e que qualquer denúncia desse tipo seria "uma alegação leviana e sem menor cabimento".

Essa não é a primeira vez que a gestão de Colbert Martins (MDB) se envolve em escândalos políticos. Um ex-diretor da Saúde já relatou em depoimento um esquema que era feito para desviar verba pública.

Já na quarta-feira (26), o vereador Edvaldo Lima (MDB) denunciou que servidores contratados para prestação de serviços temporários estão conectados a órgãos múltiplos do governo municipal.

Ainda esse mês, um pedido de afastamento e prisão foi protocolado contra Colbert por descumprimento de determinações judiciais em três ações civis públicas.

exclamção leia também