29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Hablou grandão! - 18/05/2023, 15:01 - Da Redação

Refinaria de Mataripe deveria voltar para a Petrobras, diz ministro

Alexandre Silveira (PSD) afirmou que refinaria deveria ser recomprada pela estatal

Ministro falou sobre situação da Refinaria de Mataripe
Ministro falou sobre situação da Refinaria de Mataripe |  Foto: Shirley Stolze/Ag. A TARDE

O ministro de Minas e Energia do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Alexandre Silveira (PSD), afirmou, durante agenda em Salvador, nesta quinta-feira (18), que a Refinaria de Mataripe, localizada em São Francisco do Conde, deveria ser recomprada pela Petrobras. O local foi vendido para o grupo Mubadala em 2021.

Nos últimos dias, a privatização da refinaria voltou ao debate após a Acelen, que comanda o local, afirmar que não seguirá a nova política da Petrobras, que abandonou a Paridade Internacional (PPI) nos preços dos derivados do petróleo. Alexandre ressaltou, entretanto, que esse é um desejo pessoal como cidadão, sem detalhar se há alguma discussão sobre o assunto dentro do governo.

Leia mais

Mete mão que é promoção: Gasolina fica com ‘precinho' menor

"A Bahia tem uma peculiaridade. A maior refinaria da Bahia foi vendida ao capital privado. Eu, particularmente, se depender do ministro, da sua vontade como cidadão, essa refinaria deveria voltar a ser da Petrobras. Para que nós pudéssemos, quando anunciássemos uma redução de preço nacional, a população baiana tivesse logo repassado aos seus custos a mesma política da Petrobras como um todo. Portanto, haverá uma perspectiva muito grande, há um foco da Petrobras em reequilibrar o preço do barril do petróleo vendido a Acelen para que ela se torne tão competitiva quando as outras petroleiras, mas fato é que temos uma política nacionalista, que olha a vida dos brasileiros", disparou Alexandre, que participou do Congresso Brasileiro de Direito e Sustentabilidade.

"O governo anterior (de Jair Bolsonaro) tinha um projeto de desinvestimento completo. Com a questão da maior petroleira do Brasil, é uma empresa de economia mista. É uma empresa controlada pelo governo. Quem indica a diretoria da Petrobras é o governo. O conselho da Petrobras, a maioria é o governo [...] Nós queremos voltar assim e trabalharmos a médio prazo, para sermos auto sustentáveis na questão dos combustíveis. Nós vamos trabalhar para modernizar as atuais refinarias e, se possível, até se discutir a questão de readquirir alguns ativos que são estratégicos na questão dos combustíveis", completou o ministro de Minas e Energia.

exclamção leia também