28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Temporal na capital - 09/04/2024, 15:47 - Da Redação

Prefs de Salvador bota galera afetada pelas chuvas no aluguel social

Prefeitura anuncia medida que vai alcançar mais de 2 mil pessoas

Bruno Reis anuncia mais de 2 mil pessoas no aluguel social
Bruno Reis anuncia mais de 2 mil pessoas no aluguel social |  Foto: Betto Jr./Secom/PMS

A Prefs de Salvador City anunciou que mais de 2 mil pessoas afetadas pelas fortes chuvas na cidade serão contempladas pelo aluguel social. Além disso, 13 escolas e as Unidades de Acolhimento Institucional (UAI) também estão servindo como abrigo para quem precisou deixar o lar.

Leia mais

Perigo! Infectologista faz alerta sobre contato com água de enchentes

O prefeito Bruno Reis (União Brasil) destacou os esforços da Prefeitura para garantir que ninguém sofra consequências piores com as chuvas. Na manhã desta terça-feira (9), Bruno e uma equipe da Prefs fez uma geral de visitas pelos lugares mais afetados pelo temporal.

“A Prefeitura está toda dedicada, numa força tarefa. Se essa chuva fosse há anos atrás, estaríamos chorando a morte de milhares de pessoas. Já são três anos sem qualquer vítima por conta das chuvas na nossa cidade. A previsão para o mês de abril era de 285 milímetros. Já choveu, nesses primeiros dias, 454 milímetros, sendo 175 em duas horas”, afirmou o prefeito.

“Salvador, no último censo do IBGE, apontava 1.040 áreas de risco. A Prefeitura, sozinha, já protegeu nos últimos anos 507 áreas, quase a metade. E é justamente por isso que hoje nós temos uma cidade mais resiliente, mais resistente. A nossa prioridade é salvar vidas. Choveu demais esses dias, mas graças a Deus e ao nosso trabalho ninguém morreu”, completou Bruno.

O prefeito ainda explicou que quem perder suas casas terá todo o amparo necessário e receberá uma nova moradia.

“Mais de 2 mil pessoas estão cadastradas para receber o aluguel social por conta das chuvas até que a Prefeitura destine uma moradia definitiva ou construa uma contenção de encosta para que elas possam retornar a suas casas com segurança, por exemplo. Também temos um auxílio emergencial, que indeniza em até três salários mínimos quem foi afetado", pontuou.

exclamção leia também