28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Missa de sétimo dia - 24/08/2023, 14:21 - Alex Torres e Osvaldo Barreto / Portal A Tarde

"Não pode ficar impune", cobra Olívia sobre morte de Mãe Bernadete

Parlamentar lamentou o ocorrido com a líder religiosa e cobrou das autoridades a investigação

Deputada ratificou o papel do estado em casos de risco à vida e foi bastante contundente em dizer que, nestes casos, não podem haver falhas
Deputada ratificou o papel do estado em casos de risco à vida e foi bastante contundente em dizer que, nestes casos, não podem haver falhas |  Foto: Shirley Stolze / Ag. A TARDE

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) esteve presente na manhã desta quinta-feira (24) na missa de sétimo dia de Bernadete Pacífico, realizada na Igreja Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, em Salvador. A líder religiosa foi executada a tiros na semana passada dentro de seu terreiro, no Quilombo Pitanga dos Palmares.

A parlamentar lamentou o ocorrido com a líder religiosa e cobrou das autoridades a investigação. Olívia Santana ainda falou sobre projetos que foram sugeridos por ela, para evitar que novas situações possam se repetir.

Leia mais:

Ativistas protestam no Bonfim contra morte de Bernadete

"O estado não conseguiu protegê-la", afirma filho de Mãe Bernadete

"Hoje é um dia de lutar, continuar essa luta por justiça. Uma tragédia, essa execução não pode ficar impune. Na condição de deputada, inclusive, dei entrada no projeto de reestruturação do Provita, que dá proteção às vítimas e testemunhas na Bahia. É necessário que haja essa reestruturação, porque não queremos que outras pessoas ameaçadas fiquem vulneráveis. Se Bernadete tivesse uma proteção, talvez ela estivesse aqui entre nós", afirmou Olívia.

Por fim, a deputada ratificou o papel do estado em casos de risco à vida e foi bastante contundente em dizer que, nestes casos, não podem haver falhas.

"É preciso garantir a vida. A ronda é importante, as câmeras são importantes e existem casos gravíssimos em que isso apenas não é o suficiente. Pessoas que estão marcadas para morrer precisam da proteção do estado e ele não pode falhar neste momento. Se ele falha, podemos perder vida"

exclamção leia também