25º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Grande temor - 15/03/2024, 16:25 - Vinicius Portugal

Lula teme fim da democracia e cita Milei e Bolsonaro

Vinicius Jr e até autocrítica fizeram parte de discurso do presidente

Presidente Lula está no Rio Grande do Sul cumprindo agenda
Presidente Lula está no Rio Grande do Sul cumprindo agenda |  Foto: Evaristo SA/AFP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostra ainda temerário quanto ao caminhar da democracia, dessa vez não só no Brasil, mas sim no mundo todo. O governante citou inclusive Bolsonaro e o presidente da Argentina, Javier Milei, em discurso no anúncio de ações e investimentos do Governo Federal no Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (15).

"Quem é contra o sistema hoje, que critica tudo, é o Milei, até o Banco Central quer fechar, quer cortar tudo com um serrote", e completou: "É aqui o Bolsonaro, que eu não queria falar o nome dele, mas é negação. Até hoje ele não reconhece a derrota dele".

Ainda citou os casos recorrentes de racismo contra o craque do Real Madrid e Seleção Brasileira, Vinicius Jr, dando de exemplo para exemplificar o temor dele com o fim da democracia.

"Nós vimos o que aconteceu com o Vini Júnior no jogo contra o Atlético de Madri. Esses fanáticos, esses doentes, eles têm que perceber que quando eles veem uma pessoa negra, não é uma pessoa negra, é um ser humano. O ser humano que tá ali, independente da cor da pessoa, independente se é branco, se é verde ou se é amarelo, é um ser humano".

Sobrou espaço até para uma autocrítica, algo que foi bastante criticado por pessoas contra o governo petista, que reclamavam da falta de um olhar crítico a suas próprias decisões. Na visão de Lula, a esquerda também é culpada por esse momento de insegurança política.

"A democracia está correndo risco. Possivelmente, porque mudamos de comportamento. A esquerda e os setores progressistas antes criticavam o sistema. Na hora que ganham as eleições, passam a fazer parte do sistema e a direita que fica fora diz que é contra o sistema", concluiu o Presidente da República.

Vale lembrar que hoje o ministro do STF Alexandre de Moraes, vulgo Xandão, decretou a derrubada dos sigilos de depoimentos sobre a tentativa frustada de golpe dos bolsonaristas no dia 8 de janeiro.

exclamção leia também