28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Pega fogo! - 12/12/2023, 16:00 - Cássio Moreira

Disputa pelo TCM começa a esquentar; PCdoB cresce os 'zóis'

Políticos ficam na onda por cadeira de Fernando Vita

Deputados estão cotados para o TCM
Deputados estão cotados para o TCM |  Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados/Alba

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) volta a ser protagonista da política baiana. Nos próximos dias, o conselheiro Fernando Vita vai se aposentar do cargo, que passa a ser cobiçado por alguns nomes, incluindo deputados estaduais.

O PCdoB, que tentou emplacar o deputado estadual Fabrício Falcão para a vaga no começo do ano, está disposto a embolar o baba e bater o pé pela cadeira. Além de Falcão, que acabou recuando no primeiro semestre para entrar em consenso em torno da candidatura de Aline Peixoto, o deputado federal Daniel Almeida também tem sido ventilado como possível indicação do bonde comunista.

Leia mais

Ex-assessor diz que Jair Renan era bom na 'gulosa': "Profissional"

Ao Portal MASSA!, em condição de anonimato, um importante nome do PCdoB confirmou o interesse do partido e a intenção de cair pro fight pela vaga. A mesma fonte também afirmou que o deputado Daniel Almeida não almeja, neste momento, ser indicado pela sigla, mesmo sendo uma das preferências.

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), responsável pela indicação e escolha do futuro conselheiro, tem uma galeria de postulantes ao cargo. Entre os parlamentares cotados e interessados, estão Fabrício Falcão, Roberto Carlos (PV), Rogério Andrade (MDB) e Paulo Rangel (PT).

Dos nomes apontados, Roberto Carlos tem demonstrado publicamente o desejo de ser indicado, assim como Rogério, que já manifestou o interesse de compor o tribunal.

Agora vai?

Velho conhecido da Alba, mas não mais deputado estadual, Marcelo Nilo (Republicanos) também vai pintar na disputa e botar o nome para o game. Ele seria candidato na vaga aberta no início de 2023, mas optou pela retirada da candidatura e apoio ao ex-deputado Tom, que acabou derrotado por Aline Peixoto, esposa do ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT).

Em contato com o Portal MASSA!, Nilo confirmou o interesse em colocar o nome à disposição. "Vou colocar. Eleição difícil, mas o voto é secreto", pontuou.

Apesar de Vita deixar o cargo compulsioramente até o dia 22 deste mês, a expectativa é que a votação ocorra após o recesso parlamentar e fique para o comecinho de 2024.

exclamção leia também