28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Antes tarde... - 08/04/2023, 17:18 - Da Redação- Atualizado em 08/04/2023, 17:36

Com Lula, Chico receberá prêmio em Portugal após pirraça de Bolsonaro

Artista aguardou quatro anos por assinatura de presidente brasileiro

Lula aproveitará agenda internacional para acompanhar premiação
Lula aproveitará agenda internacional para acompanhar premiação |  Foto: Divulgação | Agência Senado

Foi preciso aguardar a mudança do comando do Palácio do Planalto para que o cantor, compositor e autor Chico Buarque fosse liberado para receber o Prêmio Camões, em Portugal.

A cerimônia está marcada para o dia 24 de abril na sede do governo português, após quatro anos de atraso.

Tudo isso porque o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se recusou a assinar o diploma e a documentação exigida pelos portugueses. No auge da pirraça, ele chegou a dizer que tinha "até 31 de dezembro de 2026 para assinar", numa arroubo de confiança quanto à possibilidade de emplacar um segundo mandato. Não rolou.

A motivação é mais fútil possível: Chico é apoiador do Partido dos Trabalhadores (PT) e amigo pessoal do atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não somente assinou os papéis como irá acompanhar a cerimônia. Que na época disse que "não ter a assinatura de Bolsonaro é vencer um segundo Prêmio Camões".

Lula vai aproveitar a agenda oficial em Portugal no dia 25 de abril, quando irá prestigiar as comemorações da Revolução dos Cravos, movimento popular que pôs fim à ditadura portuguesa em 1974.

exclamção leia também