26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Política

Em live - 04/01/2024, 22:55 - Jacson Brasil

Após polêmica, Thammy Miranda e padre Júlio Lancellotti selam a paz

Vereador assinou requerimento para abertura de CPI contra religioso

Thammy e o padre participaram de papo no Instagram
Thammy e o padre participaram de papo no Instagram |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

Depois de se envolver em uma polêmica envolvendo o padre Júlio Lancellotti, o vereador de São Paulo, Thammy Miranda (PL), filho da cantora Gretchen, resolveu fazer uma live, nesta quinta-feira (4), para selar a paz com o religioso.

O padre também participou do bate-papo, no Instagram, e, como sempre, não quis polemizar. "Mesmo que nos joguem em posições falsas e antagônicas, nós somos capazes de ultrapassar essas barreiras. Colocam pedras em nossos caminhos, mas, ao invés de fazermos muros, vamos construir pontes", disse o padre, bem tranquilo com a situação.

Thammy se justificou para o religioso, que faz trabalhos sociais com pessoas em vulnerabilidade social. O vereador disse que sabe da seriedade dos serviços sociais prestados pelo padre. "Eu li o projeto. Eu assinei sabendo do que se tratava e, em nenhum momento, foi citado o nome do senhor, mas o direcionamento foi mudado para investigar apenas o padre Júlio Lanceloti. Eu não teria assinado se [a CPI] fosse só direcionada ao senhor, porque conheço seu trabalho", garantiu o edil.

Após encerrar a live, Thammy colocou em seu Instagram o PIX para quem quiser fazer doações para a Paróquia São Miguel Arcanjo, de responsabilidade do padre Júlio Lancellotti. O parlamentar também havia prometido isso durante a transmissão.

Entenda o B.O

O vereador de São Paulo, Thammy Miranda (PL), filho da cantora Gretchen, assinou o requerimento de autoria do colega, Rubinho Nunes (União Brasil), para abrir na Câmara Municipal uma CPI sobre a atuação de Organizações Não Governamentais (ONGS) que cuidam de pessoas em situação de vulnerabilidade. Um dos alvos é o padre Júlio Lancellotti.

Em entrevista ao jornal O Globo, entretanto, o parlamentar afirmou que foi enrolado, já que não havia o nome do padre, que já saiu em sua defesa num episódio em que foi vítima de transfobia, no requerimento.

exclamção leia também