31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Mundo

Outra guerra? - 27/12/2022, 08:08 - AFP

Sérvia coloca tropas em estado de alerta por tensões em Kosovo

Belgrado incentiva os 120 mil sérvios de Kosovo a desafiar as autoridades locais

Comunidade sérvia ergueu barricadas num novo agravamento das tensões
Comunidade sérvia ergueu barricadas num novo agravamento das tensões |  Foto: Canva/Divulgação

O governo da Sérvia disse que colocou suas tropas em alerta máximo na noite desta segunda-feira (26) devido às recentes tensões no vizinho Kosovo, que tem visto tiroteios, explosões e bloqueios de estradas.

O presidente sérvio, Aleksandar Vucic, "ordenou que o Exército sérvio esteja no mais alto nível de prontidão de combate, ou seja, no nível de uso da força armada", disse o ministro da Defesa, Milos Vucevic, em um comunicado.

Na véspera, Vucic tinha enviado o chefe do Exército, general Milan Mojsilovic, à fronteira com o Kosovo, onde a comunidade sérvia ergueu barricadas num novo agravamento das tensões neste jovem país balcânico.

"A situação lá é complicada e complexa", disse o chefe militar à emissora Pink na noite de domingo, a caminho de Raska, a 10 km da fronteira com Kosovo.

Posteriormente, o Ministério do Interior havia declarado que "todas as unidades" dependentes de seu departamento passariam "imediatamente para o comando do chefe do Estado-Maior".

A Sérvia não reconhece a independência de sua antiga província do sul - habitada principalmente por albaneses étnicos - proclamada em 2008.

Belgrado incentiva os 120 mil sérvios de Kosovo a desafiar as autoridades locais, enquanto Pristina busca consolidar sua soberania sobre todo o território.

Centenas de sérvios mantêm bloqueios de estradas no norte de Kosovo desde 10 de dezembro para protestar contra a prisão de um ex-policial sérvio, paralisando a circulação de veículos na direção de dois postos de fronteira com a Sérvia.

Nesta segunda-feira, os meios de comunicação sérvios divulgaram um vídeo compartilhado nas redes sociais em que se ouvem disparos de arma de fogo, alegando tratar-se de "combates" que ocorreram quando as forças kosovar tentaram desmantelar uma barricada.

O ministro do Interior do Kosovo, Xhelal Svecla, disse que o ataque ocorreu contra uma patrulha da Força Internacional de Segurança de Kosovo (KFOR).

A KFOR anunciou uma investigação sobre os tiros "em 25 de dezembro, perto de uma patrulha da missão da Otan no Kosovo". O incidente, no entanto, não causou "ferimentos ou danos materiais".

exclamção leia também