27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

MISERÊ DA NATAÇÃO - 05/08/2023, 18:49 - João Grassi

Mundial Paralímpico: Gabrielzinho fica na 'ponta' nos 50m costas

Brasil ainda faturou mais duas medalhas durante a noite de sábado (5) na Inglaterra

Brasil ainda faturou mais duas medalhas durante a noite de sábado (5) na Inglaterra
Brasil ainda faturou mais duas medalhas durante a noite de sábado (5) na Inglaterra |  Foto: Alessandra Cabral/CPB

O Brasil conquistou quatro medalhas durante a noite [horário local] destesábado (5) do Mundial Paralímpico de Natação de Manchester, realizado na Inglaterra. O grande destaque foi Gabriel Araújo, o Gabrielzinho, que sagrou-se bicampeão mundial nos 50m costas classe S2.

Esse foi o terceiro ouro do nadador mineiro na competição. Anteriormente, ele havia conquistado a primeira colocação nos 200m livre e nos 100m costas, todos na classe S2.

Ainda neste sábado, Susana Schnarndorf faturou a prata nos 200m livre S3. Outras duas atletas brasileiras também participaram da prova, Edênia Garcia e Maiara Barreto, mas ficaram fora do pódio. Nos 100m costas S9, Mariana Gesteira levou o bronze.

Gabrielzinho passeia nos 50m costas

Gabrielzinho liderou a final dos 50m costas do início ao fim do percurso, terminando com o tempo de 54s08. Ele foi perseguido pelo tcheco Jacek Czech, que fez 57s44. O ucraniano Roman Bondarenko fechou o pódio com 1min03s55. Após a prova, o brasileiro lamentou não ter batido o recorde mundial.

"Na verdade bater o recorde é sempre importante, eu nado para fazer o meu melhor. Infelizmente eu não ajustei a posição correta na saída e o recorde não veio. Agora vou voltar a trabalhar para ter 100% de acerto já pensando no Parapan", disse Gabriel, que foi interrompido pelo técnico Fábio Antunes durante a entrevista.

Leia Mais

Carol Santiago conquista quarta medalha de ouro em mundial

Estudantes disputam vagas para Jogos Escolares

Governo apresenta propostas para combater o racismo no esporte

"A culpa foi minha. Eu errei na largada na hora de me comunicar com o Gabriel. Que fique a lição para as próximas competições", confessou o treinador.

Susana e Mariana cravam mais medalhas

Na final dos 200m livre S3, Susana Schnarndorf conquistou a medalha de prata com o tempo de 4min18s18. Ela chegou atrás apenas da britânica Ellie Challis, que fez 3min35s20. A americana Leanne Smith ficou com o bronze com 4min21s95.

Com o tempo de 4min40s19, Maiara Barreto terminou em quarto. Já Edênia Garcia fechou a prova na última colocação, com 5min14s87. Logo depois foi a vez de Mariana Gesteira ganhar o bronze nos 100m costas S9, com o tempo de 1min10s11, ficando atrás da americana Christie Raleigh-Crossley (1min09s87) e da espanhola Nuria Marques Soto (1min10s10).

Lidia Vieira termina final dos 200m livre S5 na quinta posição

Na final dos 200m livre S5, Lidia Vieira fez o tempo de 3min09s44 e terminou em quinto. Já na decisão dos 100m livre S10, Phelipe Rodrigues ficou em quarto com 53s08.

Bronze no revezamento

A quarta medalha brasileira no dia foi conquistada na final do revezamento 4x100m medley S14. Com o tempo de 4min16s34, o quarteto formado por Ana Karolina Soares, João Pedro de Oliveira, Gabriel Bandeira e Beatriz Borges Carneiro terminou em terceiro levando o bronze.

exclamção leia também