28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Garantiu - 19/12/2023, 12:01 - João Grassi- Atualizado em 19/12/2023, 14:23

MP revela que dupla Ba-Vi foi a favor da torcida única: "Temos provas"

Promotora deixou clara a manifestação dos clubes para manter clássicos sem torcidas mistas

Ba-Vi pelo Campeonato Baiano em 2018, último a ter torcida mista
Ba-Vi pelo Campeonato Baiano em 2018, último a ter torcida mista |  Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após a determinação de manter a torcida única nas partidas entre Bahia e Vitória, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) afirmou que a decisão foi tomada de maneira unânime em reunião e com aval de representantes da dupla Ba-Vi.

De acordo com a promotora Thelma Leal, o MP tem registros que comprovam o manifesto favorável do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (BEPE), além de representantes do poder público, dos clubes e da própria Federação Bahiana de Futebol (FBF).

Vale lembrar que o Vitória já se posicionou anteriormente a respeito da pauta, sempre favorável ao retorno das duas torcidas ao estádio.

"Contamos com a opinião favorável de todos os atores envolvidos nessa situação. Nós temos isso registrado em uma ata de audiência, tudo muito bem registrado através de advogados do Vitória e do Bahia, e de representantes da FBF. Temos uma ata que prova tudo", garante a promotora.

Thelma Leal revelou que o Ministério Público chegou a oferecer a possibilidade de uma votação pública para sobre a situação das torcidas únicas. A promotora afirma que a imprensa também teria participação no processo.

"Juntamos notas publicadas na imprensa e informações da polícia sobre situações de violência envolvendo torcedores, tanto comuns como de organizadas. Nossa intenção com esse procedimento era reunir todos os interessados, inclusive a imprensa com participação efetiva, para que nós fizéssemos uma votação. Diante do resultado dessa votação, a gente acolheria esse resultado. Entretanto, após uma reunião realizada, todos os presentes foram unânimes [a favor da torcida única]. A exceção foi a Assembleia Legislativa, que não se posicionou nem a favor e nem contra", disse.

Violência além dos clássicos

Ainda de acordo com a promotora, existiram situações de violência nos estádios que não foram noticiadas pelos veículos de imprensa da Bahia. Ela chegou a citar uma confusão entre torcedores e a Polícia Militar após a última partida do Bahia no Campeonato Brasileiro, quando o Esquadrão escapou do rebaixamento ao golear o Atlético-MG por 4 a 1.

"Uma verdadeira praça de guerra na ladeira da Arena Fonte Nova. O tumulto se iniciou entre torcedores e a Polícia Militar ainda dentro do estádio e terminou na ladeira. A PM foi obrigada a usar armas de efeito moral, bombas de gás e balas de borracha. Eu fiquei surpresa que a situação não foi noticiada pela imprensa em momento algum", indicou.

exclamção leia também