30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Cobrança no Baêa - 16/08/2023, 16:32 - Santiago Oliveira

"Mentalidade que tem que haver", revela Gilberto sobre 'treta' com Eve

Lateral-direito relata que a cobrança pela melhora deve ser a mentalidade da equipe

Lateral concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (16)
Lateral concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (16) |  Foto: Felipe Santana / EC Bahia

Um dos jogadores mais comentados do Bahia desde o último jogo contra o Atlético-MG, no domingo (13), pelo Campeonato Brasileiro, o lateral-direito Gilberto, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira (16). No bate-papo com a imprensa, ele explicou a discussão que teve com o atacante Everaldo no vestiário após o revés diante do Galo.

Leia mais: É o sheik? Saiba o que Neymar exigiu de regalias para pintar na Arábia

Confira: Meia do Vitória recebe alta de hospital após procedimento médico

Veja também: "Índios": Nacional-AM acusa torcida do Bahia de Feira de xenofobia

"Everaldo é um jogador que vem sendo cobrado muito, é um jogador que está precisando muito do nosso apoio e tanto dentro, como fora de campo. Eu sei que posso ajudá-lo também com cruzamento, com passe e é isso que eu venho me cobrando também, é isso que a gente vem conversando, é isso que a gente se cobra e é essa mentalidade que tem que haver aqui dentro do Bahia", disparou o experiente jogador.

O lateral relevou a insatisfação em sair derrotado depois de controlar a partida fora de casa contra o Atlético-MG e reiterou que discussões 'são coisas naturais' no futebol. "No meio do futebol são coisas naturais, discussões acontecem. Ainda mais depois de uma derrota, um jogo onde a gente controlou o tempo inteiro e saímos muito insatisfeitos com o resultado e acho que estranho seria se não houvesse cobrança dentro do vestiário", detalhou.

De acordo Gilberto, a relação entre ele e Everaldo começou desde sua chegada ao clube. O camisa 9 foi um dos jogadores que mais o acolheu, portanto, a tal cobrança não pode passar o limite do respeito.

"Acho normal, contanto que não passe o limite do respeito. Entre o Everaldo e eu não tem nada de pessoal, foi um dos jogadores que mais me ajudou quando eu cheguei, sempre conversou comigo, é um jogador experiente e eu também, a gente conversa bastante", declarou o atleta.

exclamção leia também