29º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Seleção Brasileira - 21/11/2022, 09:11 - Da Redação- Atualizado em 21/11/2022, 09:22

"Ganhando ou não, quero ficar em paz", afirma Tite sobre Copa do Qatar

Treinador disse estar melhor preparado e pronto para sair com a taça de campeão

Tite disse que aprendeu com erros na Copa da Rússia
Tite disse que aprendeu com erros na Copa da Rússia |  Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, mostrou confiança no grupo de convocados para a Copa do Mundo do Qatar e se disse preparado para ser campeão da competição. O treinador viu sua equipe ser eliminada nas quartas de final no Mundial da Rússia, em 2018, para a Bélgica.

"Ter um ciclo completo entre duas Copas do Mundo vai me ajudar. A forma como falo com o Neymar, por exemplo, é diferente da forma como falo com o Dani Alves e aprendi isso. Tem muita gente no Brasil que fala que não precisa estudar futebol, que é um jogo fácil e que se você, como técnico, só não criar problemas vai dar tudo certo", destacou Tite em entrevista ao jornal britânico "The Guardian".

Tite afirmou que a experiência ajuda no trabalho, mas a energia e a vontade de aprender, de buscar novos conhecimentos fazem toda a diferença. "Não tenho a mesma energia de alguns dos mais jovens, mas minha comissão técnica mistura experiência e energia e temos alguém que ganhou a Copa do Mundo (o coordenador da CBF, Juninho Paulista)", falou o treinador.

"Ganhando ou não, quero ficar em paz. Em paz comigo mesmo. Esse é o meu grande desejo. Há coisas que não posso controlar. Quero fazer o meu melhor trabalho e ficar em paz. Tenho certeza de que posso fazer isso", desabafou.

Leia mais:

Livre do Qatar, Firmino curte Maldivas com a esposa

Lula se isenta de ‘julgamento’ a escolha de sede da Copa do Mundo

Torcida equatoriana cobra “cerveja” desesperadamente no Mundial

Um dos episódios que marcou o treinador na última Copa foi o empate com a Suíça na primeira fase. O Brasil havia aberto o placar com Philippe Coutinho e, antes do empate suíço, Miranda havia sofrido uma falta, não marcada pelo árbitro. Tite disse que orientou os atletas a não reclamarem.

"Eu sei mais como focar minha atenção agora. Eu era ingênuo e inexperiente. Disse aos meus jogadores para não reclamarem da arbitragem por causa do VAR. Foi uma falta! No esporte, qualquer toque te desequilibra, perturba você, e Miranda disse isso para mim depois do jogo. Se e quando isso acontecer novamente, você precisa reclamar respeitosamente e falar com o árbitro. Fizemos isso contra o Equador. Nós aprendemos", declarou o treinador.

exclamção leia também