26º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Polêmica - 23/11/2023, 11:45 - Bruno Dias, Marcos Valença E João Grassi - Atualizado em 23/11/2023, 12:26

Emerson Ferretti diz que Sant’Anna foi "preconceituoso e xenofóbico"

Ex-goleiro conversou com a reportagem do Grupo A TARDE

Emerson Ferretti, ex-goleiro do Bahia, no ConFut
Emerson Ferretti, ex-goleiro do Bahia, no ConFut |  Foto: Bruno Dias/MASSA!

Ídolo do Bahia pelo que construiu dentro das quatro linhas, Emerson Ferretti tenta retornar ao clube que fez sucesso como atleta, mas dessa vez com uma função diferente. O ex-goleiro é candidato à presidência da associação do Esquadrão de Aço e quer fazer bonito caso seja eleito.

Em conversa com a reportagem do MASSA! evento ConFut, Emerson garantiu que a campanha segue a todo vapor. Ele diz que quer "construir o futuro" do clube, e que enxerga a possível oportunidade de maneira muito positiva. Ele também citou a importância de conscientizar o sócio a participar do processo seletivo do clube, que agora tem associação e futebol separados após a chegada do Grupo City.

"A campanha segue firme e forte. Nós temos agora em torno de dez dias, um pouco menos do que isso, para as eleições, então tem sido intensificada porque é um momento decisivo e a gente tem feito tudo que pode, tudo que nossa equipe de campanha está montando como estratégia pra poder chegar no dia 2 [de dezembro] e a gente ter sucesso. Nossas ideias estão sendo colocadas, participando de debates, participando de entrevistas para estar conscientizando o sócio a participar do processo democrático, a entender que é importante estar participando desse momento da vida do clube e escolher bem seus representantes", iniciou.

"Então é nesse sentido que a gente vai com ideias, com projetos para começar a pensar o futuro do Bahia, mas não é só pensar o futuro não, já trabalhar para construir esse futuro, para que esse futuro se materialize, já que é um momento novo. O Bahia hoje tem um mundo de possibilidades em outras áreas, em outras frentes pra poder ser explorado. E eu vejo isso com muita vibração, com muito tesão pra poder explorar esses mundos todos", completou o candidato.

Em meio a disputa com outros candidatos ao cargo, Ferretti se envolveu em uma polêmica com Marcelo Sant’Anna, ex-presidente do Esquadrão e que também concorre no pleito. Ele se sentiu ofendido por uma fala de Sant’Anna, avaliada por ele como "preconceituosa e xenofóbica", quando o adversário disse que "talvez quem não seja nordestino não veja as desigualdades que no Brasil se repetem no futebol".

Vale lembrar que o ex-goleiro é natural de Porto Alegre (RS), e estava no mesmo debate que o ex-presidente do Tricolor fez a declaração, que teria soado como um ataque direto contra Emerson.

"Uma fala infeliz, uma fala preconceituosa, xenofóbica. Esqueceu que a maioria dos ídolos do Bahia não nasceram na Bahia, esqueceu que o maior treinador campeão brasileiro e que dá nome ao nosso CT é carioca e torcedor do Flamengo, não esconde isso. Esqueceu que existem tricolores que moram em outros estados e que não gostariam de ouvir essa frase. Esqueceu também que existem tricolores que não são baianos e que são importantes para o clube. Ele ofendeu muita gente, não ofendeu só o Emerson. O Bahia é um clube que luta contra o preconceito, não é um clube que propaga o preconceito e quem defende o Bahia precisa lutar contra o preconceito e não propagar o preconceito. E esqueceu que eu sou baiano porque eu tenho o título de cidadão soteropolitano e tenho mais tempo de Bahia na minha vida do que no estado que eu nasci", lamentou.

"Então, foi uma fala muito infeliz, muito infeliz, e que precisa ser repensada. Ou talvez ele tenha mostrado o que ele pensa em relação a as pessoas que não são daqui, e administrar o Bahia com esse pensamento eu acho que é um retrocesso", criticou o ídolo tricolor.

Sant’Anna despista polêmica

Marcelo Sant’Anna falou um pouco sobre a sua candidatura e até se defendeu na treta com o adversário nas eleições de dezembro, mas preferiu não entrar em muitos detalhe e apenas disse que tudo não passava de "fake news".

"Com a campanha na eleição a gente está preparado pra debater qualquer tema. Ligado ao clube, ligado ao projeto, ligado a ideia. Administração que eu tive no Bahia, a gente tem que ter o respeito com o sócio, de informá-lo melhor. Agora situações que fogem a completa civilidade, respeito e ética, eu prefiro não comentar. Porque na era das fake news é muito chato a gente ter que ficar se desgastando com temas que não dizem respeito ao meu caráter, nem a instituição Esporte Clube Bahia", pontuou Sant’Anna.

Marcelo Sant’Anna, ex-presidente do Bahia, no ConFut
Marcelo Sant’Anna, ex-presidente do Bahia, no ConFut | Foto: Bruno Dias/MASSA!

exclamção leia também