24º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Esporte

Na memória - 17/11/2022, 15:11 - Pedro Moraes

Amiga eterniza vida de Isabel, ícone do vôlei: ”Para sempre"

Considerada uma das melhores amigas da ex-jogador da figura do vôlei, Jackie Silva compareceu ao enterro

Considerada uma das melhores amigas da ex-jogador da figura do vôlei, Jackie Silva compareceu ao enterro
Considerada uma das melhores amigas da ex-jogador da figura do vôlei, Jackie Silva compareceu ao enterro |  Foto: Reprodução/Instagram

A ex-jogadora de vôlei, Isabel Salgado, foi enterrada nesta quinta-feira, 17, no Cemitério da Penitência, no Caju, localizado na zona portuária do Rio de Janeiro. Entre os amigos de uma das figuras ímpares desse esporte estava Jackie Silva. No ato, ela evidenciou o carinho que tinha pela amiga em vida.

Tanto dentro quanto fora de campo, as duas apareceram diversas vezes juntas. Jackie relatou que foi pega de surpresa com o falecimento abrupto da ex-jogador de 62 anos.

“Ela sempre foi muito generosa. Amiga. Todos que estão aqui estão muito tristes. Pela tristeza de não a ter mais junto. Isabel viveu anos lindos. Ela fez tanta coisa durante tão pouco tempo. A história da Isabel é para ser contada por toda uma vida. Ela era uma pessoa astral, muito carioca, sol. Isabel é luz. Isabel é para sempre”, comentou em entrevista ao g1.

Considerada uma das maiores referências do vôlei brasileiro, Maria Isabel Barroso Salgado faleceu na madrugada da última quarta-feira, 16, no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ela deu entrada na unidade de saúde com quadro de pneumonia, gerada por infecção bacteriana, porém não resistiu e morreu.

“Isabel, não tinha tempo feio para ela. Isabel corria atrás de tudo o que você podia imaginar. E corria atrás principalmente para os amigos. Se os amigos batessem à porta da Isabel, ela resolvia o problema. O que eu lembro muito é isso. Era uma pessoa de raça. A raça que ela tinha na quadra, tinha na vida. O que ela quisesse, ia lá e conseguia. Era uma arte. De você falar: ‘Caramba, eu quero ser assim também’”, finalizou.

exclamção leia também