27º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

SÓ SE VÊ NO BRASIL! - 03/04/2023, 14:48 - Alan Santana

Marcão do Povo processa Ludmilla por “calúnia e difamação”

A famosa chamou o apresentador de “racista” em um texto postado nas redes sociais

Após ser inocentado ao chamar Ludmilla de “Pobre e Macaca” Marcão processa a cantora por chamá-lo de "racista"
Após ser inocentado ao chamar Ludmilla de “Pobre e Macaca” Marcão processa a cantora por chamá-lo de "racista" |  Foto: Reprodução

O apresentador Marcão do Povo, que atualmente comanda as manhãs do SBT com o telejornal “Primeiro Impacto”, entrou na Justiça contra a cantora Ludmilla após a famosa chamá-lo de “racista” em um texto postado nas redes sociais. A situação acontece poucos dias após o contratado de Silvio Santos ser declarado inocente em outro processo movido pela funkeira em que foi acusado de injúria racial, após chamá-la de “Pobre e Macaca”.

Recentemente, Marcão desabafou em seu programa ao ler a decisão da justiça que o inocentava das acusações por suas falas. “Todo mundo sabe que eu fui processado pela cantora Ludmila, porque acredito que ela também possa ter sido enganada, mas mesmo assim ela me processou e saíram me difamando para o Brasil inteiro. Aqui estou provando ao Brasil inteiro minha inocência. Obrigado viu Silvio Santos, por acreditar em mim”, disse.

Conforme o portal EM OFF, que teve acesso ao processo, no dia 28 de março a artista se dirigiu ao apresentador de maneira caluniosa, chamando-o de “racista” ao dizer que seus advogados preparam um recurso contra a decisão da Justiça.

“Após a utilização dos termos ‘pobre e macaca’ contra mim, o juízo da 3ª Vara Criminal de Brasília entendeu que não houve (…) a intenção de ofender. Pois eu digo: ofendeu sim e meus advogados estão preparando o recuso cabível. Como pode? Eu, quieta, na minha, do nada vem um racista me atacando em rede nacional. Não podemos descansar até a justiça ser feita”, publicou a funkeira nas redes sociais.

Conforme Rannieri Cavalcante Lopes, advogado que representa Marcão do Povo, a fala de Ludmilla é caluniosa, pois já existe uma sentença judicial inocentando o apresentador. “Assim, a interpelada [Ludmilla] proferiu mentiras em relação ao interpelante [Marcão]”, diz um trecho do documento.

Diante do caso, o advogado questiona no arquivo do processo qual teria sido a verdadeira motivação da cantora e sua equipe ao publicar a nota em repúdio à decisão da Justiça. “Por que razão a interpelada afirma com tanta veemência que o interpelante é racista? Qual o interesse em fazer tais acusações? ”, pergunta o profissional. Segundo Rannieri, Ludmilla pode ser enquadrada nos crimes de calúnia ou difamação.

Leia Mais!

Ludmilla desabafa após perder ação por injúria racial: "Dia difícil"

Marcão do Povo é inocentado após chamar Ludmilla de “pobre e macaca”

exclamção leia também