28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Absurdo - 19/09/2023, 11:33 - João Grassi e Vinicius Viana - Atualizado em 19/09/2023, 14:15

Influencer Negalu denuncia homofobia no jogo do Bahia: "Medo e pânico"

Caso aconteceu nesta segunda-feira (18), na Arena Fonte Nova

Negalu compareceu à Arena Fonte na segunda-feira (18)
Negalu compareceu à Arena Fonte na segunda-feira (18) |  Foto: Reprodução/Instagram

O influenciador Negalu denunciou, nas redes sociais, a situação desesperadora que viveu na segunda-feira (18). Convidado para assistir o jogo do Bahia contra o Santos pela torcida LGBT Tricolor, ele conta que foi abordado por torcedores na Arena Fonte Nova, que foram homofóbicos e violentos ao notarem a presença dele.

"Acabei trocando a camisa [do LGBT Tricolor]. Fui convidado pela torcida LGBT Tricolor para assistir o jogo do Bahia. Assim que pisei o pé no estádio, acabei passando por um momento muito difícil, constrangedor. Veio um grupo falando 'Não, aqui não. Essa camisa aqui não'. Tentou a puxar minha camisa e disse para eu sair dali. Me xingaram de tudo quanto é nome", denunciou.

Negalu também disse que precisou ser protegido por outro torcedores que passavam no momento. Ele disse que pessoas "solicitas e preocupadas" tentaram ajudá-lo.

"Eu fiquei morrendo de medo. Um pânico porque eu nunca imaginava que isso iria acontecer comigo", lamentou.

Segundo o influencer, funcionários da Arena vestidos de preto e alguns internautas que o conheciam na web ajudaram a aliviar a confusão. "A minha sorte é que eu tinha alguns seguidores presentes [no estádio] que fizeram uma barreira e me colocaram em um canto", relatou..

Negalu ainda elogiou a "vibração" do estádio, que ele definiu ser "linda de se ver", mas finalizou dizendo "infelizmente aconteceu isso", reforçando a situação vivida.

Após o ocorrido, a torcida LGBT Tricolor divulgou um comunicado prestando total solidariedade ao influenciador e relatou que tomou as medidas cabíveis para que os agressores sejam punidos. "Em quatro anos de existência da nossa torcida é a primeira vez que alguém é importunado na nossa casa por estar usando a nossa camisa, a primeira camisa de uma torcia LBGTQ+", descreveu o trecho da nota.

A reportagem do MASSA! também entrou em contato com o Esporte Clube Bahia, clube conhecido pelo apoio a pautas afirmativas, e aguarda uma resposta sobre o caso.

Confira o desabafo de Negalu:

exclamção leia também