30º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

papo de ameaças - 29/11/2023, 19:00 - Clara Oliveira

Genro afirma que sogro criou perfil fake para explanar traição

Juninho Virgílio teve um caso com Edielson Oliveira, pai da própria esposa

Caso teria sido exposto por um fake
Caso teria sido exposto por um fake |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A história envolvendo um relacionamento amoroso de genro e sogro parece estar longe de ter um fim. Juninho Virgílio, homem que teve um caso com Edielson Oliveira, pai da própria esposa, revelou que o caso foi exposto por uma conta fake.

O jovem alegou que o perfil no Facebook usado para explanar toda a situação, que usava o nome de Camila Oliveira, é um fake criado pelo próprio sogro com o objetivo de difamar sua imagem. A informação foi dada ao site Portal Moral,

"Esse Facebook aí que surgiu da Camila [esposa de Juninho], não é dela, é fake. Ela já é conscientizada de tudo isso que vinha acontecendo e eu não estava mais com ela. Esse Facebook foi ele que criou, ela não tem nem celular por ser usuária de drogas. Ele que criou tudo isso para poder denegrir a minha imagem, ferrar com a minha vida”, afirmou Juninho.

Leia Também:

Vídeo: além de pular a cerca, genro do beijo grego tem passado sombrio

Casos de família: vídeo de sogro e genro no motel vazam na web

Trisal badalado entre sogro, genro e mulher é enquadrado pela Polícia

Além disso, o jovem revelou que apesar de uns vídeos serem verdadeiros, existem outros armados.

"Então, sobre esses vídeos que estão circulando, tem vídeos que são verdade, sim, mas tem vídeos que são fakes, não teve conscientização minha de nenhuma forma, ele já usou esse tipo de coisa para usar contra mim, para poder me chantagear e me ameaçar cada vez mais dessa forma, por ele ser uma pessoa doentia”.

Sobre o envolvimento com drogas, Juninho contou fazer somente o uso de maconha.

“Eu não uso drogas, a única que eu uso é maconha, não tenho envolvimento com nenhum outro tipo de droga. Estou disposto a fazer qualquer tipo de exame. Desde essa época que ele vem me ameaçando cada vez mais, eu fui dopado, a mulher dele toma remédios controlados e eu tenho certeza que ele pegou dela, Clonazepam, eu tenho até gravado, tenho todas as provas nas mãos do advogado".

Para o jovem, todas as atitudes de Edielson eram motivadas por uma obsessão, que causaram traumas nele.

"Tudo isso que ele vem fazendo é por ele ter uma obsessão por mim e eu nunca querer nada. Ele ficava me ameaçando, coagindo, eu entrava em um constrangimento total, medo disso, medo daquilo, medo de perder a própria vida, medo de perder meu filho, do meu filho crescer sem pai, então minha cabeça ficava pirada dentro daquela casa e foi quando aconteceu tudo isso. Ele é uma pessoa louca, ele é um usuário de drogas, ele sim já tirou cadeia”, enfatizou Juninho.

exclamção leia também