31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Luto na música - 22/11/2022, 14:40 - Cássio Moreira

Famosos lamentam a morte de Erasmo Carlos

Tremendão morreu aos 81 anos, nesta terça-feira (22)

Cantor morreu aos 81 anos, nesta terça-feira (22)
Cantor morreu aos 81 anos, nesta terça-feira (22) |  Foto: Reprodução / Internet

A morte do cantor Erasmo Carlos, aos 81 anos, nesta terça-feira (22), pegou a música brasileira de surpresa. Nas redes sociais, alguns famosos lamentaram assim que a notícias foi confirmada.

O cantor Flávio Venturini foi um dos primeiros a lamentar. "Nossa, mais uma triste notícia", escreveu no comentário de uma publicação. O padre Reginaldo Manzotti também comentou no mesmo post e disse que a música morreu um pouco com a partida do 'Tremendão', ícone da Jovem Guarda.

"Hoje a música morreu um pouco. Nosso querido 'Tremendão', ícone da Jovem Guarda, nos deixa no dia que celebramos o Dia do Músico. Que Santa Cecília interceda por Deus pelos famíliares, amigos e fãs", escreveu o padre. O diretor Boninho usou as redes sociais para homenagear o ídolo da música. "Meu adeus ao querido Tremendão. Erasmo leva seu sorriso e o rock", escreveu.

Um dos grandes nomes do rock nacional, o cantor Frejat também usou suas redes para lamentar a morte de Erasmo, a quem se referiu como uma pessoa carinhosa e gentil. "Estou com o coração em pedaços pelo falecimento do meu muito, mas muito querido amigo e parceiro Erasmo Carlos. Vai deixar muita saudade por seu carinho, gentileza, bom humor e talento. Vai por esse caminho de luz", diz a publicação do artista.

Leia mais

Morre cantor Erasmo Carlos aos 81 anos

A escritora e atriz Dadá Coeho, esposa do ator Paulo Betti, desejou um bom descanso ao 'Gigante Gentil', como era carinhosamente chamado por alguns. "Ahhhhh Erasmo Carlos... Descense em paz, meu rei!", disse em uma publicação. Outros nomes, como Fafá de Belém, Thalita Rebouças e Robson Nunes também lamentaram a perda do cantor.

"Ele era (é, e sempre será) um gigante, em todos os sentidos. Erasmo era um um dos gênios da nossa música. O doce rebelde, um menino roqueiro. Com Roberto, formou a dupla mais consistente que nós pudemos ver até hoje. Sua música transversal alcançou todos os públicos, e várias gerações. No dia do músico, um dos GRANDES se vai. Sua obra fica, a saudade fica", escreveu Fafá.

exclamção leia também