28º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Entretenimento

Abriu mão - 01/12/2023, 18:22 - Clara Oliveira

Alexandre Correa abre mão de guarda compartilhada, afirma advogado

Representante do empresário alegou que o cliente deseja apenas a regulamentação das visitas do filho com Ana Hickmann

Alexandre está sem ver o filho de modo presencial desde o dia 11 de novembro
Alexandre está sem ver o filho de modo presencial desde o dia 11 de novembro |  Foto: Reprodução/Instagram

O empresário Alexandre Correa, marido de Ana Hickmann, optou por desistir da guarda compartilhada do filho, Alezinho, de 9 anos. A declaração foi realizada nesta sexta-feira (1°) pelo advogado Enio Martins Murad.

A afirmativa do representante de Correa tem relação com o processo de alienação parental movido por ele, que acusa Ana Hickmann de impedir o encontro de pai e filho, e também por expor publicamente a figura do empresário após entrevista da apresentadora ao Domingo Espetacular.

De acordo com o representante de Correa, o empresário deseja apenas a regulamentação das visitas ao filho, já que Alexandre está sem ver o filho de modo presencial desde o dia 11 de novembro, data em que Ana Hickmann registrou boletim de ocorrência por lesão corporal e violência doméstica contra o marido.

Leia Também:

Ex-marido de Ana Hickmann diz que apresentadora se fez de "coitadinha"

Ana Hickmann fica 'na bruxa' com notícias sobre divórcio negado

Ana Hickmann tem pedido de divórcio negado pela Justiça; entenda

Ainda conforme o advogado, o seu cliente quer que a guarda de Alezinho seja de Ana Hickmann. "Na ação do divórcio, o Alexandre ofereceu e fez questão que a guarda do Alezinho fique com a Ana. Ele só quer o direito de regulação de visitas. Então essa teoria que vem sendo veiculada nas mídias de que a ação da alienação parental seria uma estratégia não é verdade", alegou Murad.

Além disso, o Murad ressaltou a vontade de Alexandre de ver o filho duas vezes por semana. "Na ação [de divórcio] ele pede que a guarda fique com a Ana. Ele só quer o direito de ver o filho duas vezes por semana. Por isso as especulações que têm saído nas mídias são lamentáveis e tristes, já que coíbem o direito de ele ver o filho. Ele só quer ver o Alezinho", afirmou.

Murad negou sobre a ação ser uma manobra da defesa do empresário para ter a chance de guarda compartilhada. "Ele só quer ver o Alezinho, mais nada. O processo de alienação parental só tem um motivo: ver o filho, porque a Ana não está permitindo. Também consta na lei de alienação parental que não se pode expor a figura do pai em público como ela tem feito na televisão".

"Se a Ana tivesse bom senso, ela permitiria que o Alezinho visitasse o pai, mas ela não está deixando. Então não tem outra saída a não ser entrar com uma ação de alienação parental e pedir a visitação do filho", finalizou.

exclamção leia também