31º Salvador, Bahia
previsao diaria
Facebook Instagram
WHATSAPP
Receba notícias no WhatsApp Entre no grupo do MASSA!
Home / Cidades

Assista! - 29/02/2024, 21:19 - Da Redação

Possuído destrói carro com as próprias mãos em briga de trânsito

Segundo as imagens, o agressor segue a pé o vigilante, desferindo-lhe golpes

O suspeito guiava um carro cujo proprietário se chama Oziel Santos de Souza
O suspeito guiava um carro cujo proprietário se chama Oziel Santos de Souza |  Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Um vigilante de 52 anos teve seu carro, um Honda Fit de cor escura, arrebentado por um homem durante uma briga de trânsito. O individuo, que não teve o nome revelado pela Polícia Civil, estava aparentemente sob efeito de álcool. O caso ocorreu na Grande São Paulo, em Barueri, no último domingo (25).

Segundo as imagens, o agressor segue a pé o vigilante, desferindo-lhe golpes. A vítima teria afirmado ser policial, provavelmente para inibir o agressor, com base na conversa da pessoa que grava a situação com um celular.

O suspeito guiava um carro cujo proprietário se chama Oziel Santos de Souza, e também gritava ser policial enquanto dobra uma das portas dianteiras do carro da vítima. De acordo com a Metrópoles, o agressor não integra nenhuma força de Segurança Pública.

Uma mulher que acompanha o agressor chega a pegar uma pistola e tenta entregá-la ao homem sem camisa, mas ele pede para ela guardar o armamento. O homem sem camisa ainda arranca, com as próprias mãos, o para-choque dianteiro do Honda e, usando a força dos braços, dobra o capô do veículo.

Veja também:

Apae cobra repasse de alimentação à prefeitura de Feira de Santana

Construção de passarela interditará avenida importante de Salvador

Jovem morre dentro de academia no interior baiano

O vigilante afirmou, em depoimento no 1º DP de Barueri, que ia trabalhar quando seu carro foi atingido, na lateral, pelo veículo do agressor. O homem então começou a gritar para a vítima que iria “a pegar e matar”. Até ser iniciada a perseguição.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo, por meio de nota enviada na tarde desta quinta-feira (29), revelou que o suspeito já foi ouvido na delegacia. Nenhum posicionamento sobre a pistola segurada pela mulher foi encaminhado.

Assista:

exclamção leia também